Chalana “Mitã Rory”, da PMA, e NTrFlu “Paraguassu”

A Marinha do Brasil, em uma parceria com a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS), embarcou em uma missão especial: a 8ª Expedição de Educação Ambiental. Realizada entre os dias 1 e 6 de outubro, a iniciativa teve como foco levar conhecimento e conscientização ambiental às crianças das comunidades ribeirinhas do Pantanal sul-mato-grossense. A expedição, que já se tornou parte do calendário de atividades do Governo de MS, destaca-se por sua abordagem educativa e integradora, envolvendo diversos órgãos e instituições.

Navegando pelo Rio Paraguai

Durante a expedição, o Navio-Transporte Fluvial (NTrFlu) “Paraguassu” e a Lancha de Operações Ribeirinhas (LOpRib) “Cáceres”, juntamente com a Chalana “Mitã Rory” da PMA, navegaram mais de 700 km pelo Rio Paraguai. O objetivo era alcançar escolas e comunidades em regiões mais isoladas, como a Escola Paraguai Mirim e a Escola Jatobazinho. A programação foi repleta de atividades, desde oficinas sobre educação ambiental até dinâmicas sobre biodiversidade e resíduos sólidos. Além disso, houve a distribuição de cestas básicas, roupas, brinquedos e outros itens essenciais para as comunidades visitadas.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Educação e Preservação de Mãos Dadas

download 2
Cerimônia de abertura foi realizada no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá

A iniciativa não se limitou apenas à educação. Ela buscou envolver a população na defesa e proteção dos recursos naturais. Afinal, a conscientização é uma ferramenta poderosa para reduzir infrações e crimes ambientais. O Comandante do NTrFLu “Paraguassu”, Capitão de Corveta Jackson Melo da Silva, destacou a importância da ação: “Esta iniciativa da PMA se destaca ao prestar assistência a essas comunidades isoladas e, ainda, ao contribuir para a conservação do Pantanal ao apresentar a crianças dessa região, de forma didática, questões relacionadas à proteção e preservação do meio ambiente”.

União de Forças pelo Bem Comum

A cerimônia de abertura da expedição contou com a presença de representantes de diversas instituições, reforçando a ideia de que a união faz a força. Quando se trata de preservação ambiental e educação, a colaboração entre diferentes entidades é essencial para alcançar resultados significativos. E, com essa expedição, a Marinha do Brasil e a PMA mostraram que é possível unir esforços em prol de um bem maior: o futuro do nosso Pantanal e das próximas gerações.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).