Abertura da “Operação Fortaleza” a bordo do Navio Porta-Helicópteros Anfíbio “Mistral”, da França - crédito: 1SG (MO) P Johson

A Marinha do Brasil (MB), em conjunto com a Marinha Nacional da França e o Exército de Terra Francês, realizará a Operação Fortaleza entre os dias 28 de maio até o dia 1º de junho. A Operação tem como propósito incrementar a capacitação dos militares e elevar o nível de interoperabilidade entre as Forças Armadas envolvidas. O exercício, que contribui para a política externa do País e para o aumento da segurança marítima no Atlântico Sul, contará com o emprego de três navios, carros anfíbios e mais de 450 militares franceses e brasileiros.

Além dos militares que compõem as tripulações de três navios, participarão da operação um destacamento composto por 112 militares do Exército de Terra francês e um Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, com 150 militares da Marinha do Brasil oriundos do Rio de Janeiro (RJ) e de Natal (RN). O exercício contará com os seguintes meios operativos: Porta-Helicópteros Anfíbio (PHA) “Mistral” e Fragata “Courbet”, da Marinha Nacional da França; Navio-Patrulha Oceânico “Araguari” e Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf), da MB.

Os militares serão empregados em treinamentos de operações anfíbias, que consistem na projeção de poder, de caráter naval, do mar para a terra, além de exercícios de combate de pequenas frações, como tiro e marchas. No dia 1o de junho, o Porta-Helicópteros Anfíbio “Mistral” e os Carros Lagarta Anfíbios realizarão um desembarque de tropas anfíbias no litoral de Fortaleza (CE).

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Ao longo da operação, estarão presentes na capital cearense a Embaixadora da França no Brasil, Sra. Brigitte Collet; o Comandante do Exército de Terra francês, General Pierre Schill; o Comandante da Força de Fuzileiros Navais da Esquadra, Vice-Almirante (FN) Carlos Chagas; o Comandante do 3o Distrito Naval, Vice-Almirante André; e o Comandante da 9a Brigada de Infantaria de Marinha do Exército de Terra francês, General de Brigada Patrik Steiger.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).