No coração de Niterói, Rio de Janeiro, um novo marco se ergue para perpetuar a memória de uma das figuras mais emblemáticas da história naval brasileira. Em 25 de março, a Marinha do Brasil inaugurou um monumento dedicado ao Almirante Joaquim Marques Lisboa, conhecido como o Marquês de Tamandaré, marcando um ato de profunda reverência e reconhecimento a um herói nacional cujo legado transcende gerações.

UM MONUMENTO À HISTÓRIA E AO CIVISMO

Localizada em uma cidade que não apenas inspirou o nome da primeira fragata comandada por Tamandaré, mas também serve de lar para as mais importantes instituições navais do país, a homenagem a Tamandaré em Niterói é simbólica. A escolha do local para o monumento não é apenas uma questão de honra, mas uma profunda conexão com a história e os valores que o Almirante representou. Niterói, abrigando a sede da Esquadra Brasileira e a Diretoria de Hidrografia e Navegação, entre outras organizações, se consolida como um centro vital para a Marinha do Brasil, tornando-se o cenário perfeito para essa significativa homenagem.

UMA CERIMÔNIA DE VALORIZAÇÃO

blank

A cerimônia de inauguração não foi apenas um evento formal, mas um momento de união e reconhecimento, presidida pelo Comandante de Operações Navais e contando com a presença de diversas autoridades civis e militares. Este evento se insere no projeto de valorização dos líderes navais, uma iniciativa que vem ganhando forma desde o bicentenário da independência do Brasil, com o objetivo de não apenas reconhecer, mas também inspirar as futuras gerações com os exemplos de dedicação e amor à pátria demonstrados por heróis como Tamandaré.

UMA COLABORAÇÃO DE VALORES

O sucesso deste projeto não se deve apenas ao esforço da Marinha, mas também ao apoio de importantes parceiros dos setores público e privado. Essa colaboração reflete um compromisso compartilhado com os ideais de civismo e orgulho nacional, demonstrando a importância de unir diferentes esferas da sociedade na valorização da nossa história e dos nossos heróis.

UM LEGADO PERPETUADO

A inauguração do monumento ao Almirante Tamandaré em Niterói não é apenas um tributo a uma figura histórica, mas um lembrete permanente dos valores que moldam a identidade nacional brasileira. O Almirante Tamandaré, Herói da Pátria, simboliza a coragem, a integridade e o compromisso com o Brasil, qualidades que este monumento busca eternizar na memória coletiva. Por meio dessa homenagem, a Marinha do Brasil reafirma seu compromisso com a preservação da história e a promoção do civismo, inspirando uma nova geração a caminhar com o mesmo amor e dedicação pela nossa nação.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).