Hospital de Campanha da Marinha presta auxílio ao sistema de saúde local

As fortes chuvas que assolam o município de Petrópolis (RJ) desde o início da semana provocaram a mobilização de diversos órgãos públicos e entidades privadas a fim de conter os danos provocados. Mais de 260 militares enviados pela Marinha do Brasil (MB), incluindo da área de saúde, têm se dedicado, em sinergia com outras instituições, a prestar socorro à população afetada.

O Hospital de Campanha (HCamp), montado pela MB no SESI Petrópolis, está ajudando o sistema de saúde local e trazendo alento à população em meio à tragédia. Apenas nesta sexta-feira (18), foram realizados 30 atendimentos na unidade, sendo 19 na clínica médica, cinco na emergência, três na ortopedia e três na odontologia.

Exemplo desse cuidado é o taxista João Baptista Prado. Ele afirmou, em tom de gratidão, que se não fosse pela MB não conseguiria atendimento médico. O taxista ficou horas preso dentro de seu carro depois que o veículo foi atingido por um ônibus de turismo arrastado pelas águas. Após o resgate, ele procurou o pronto socorro e, devido à lotação, foi direcionado ao HCamp da MB, onde foi atendido e recebeu a medicação necessária.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Outra ação realizada pela Marinha foi o transporte do equivalente a um caminhão e meio de medicamentos e itens hospitalares para abastecer o HCamp. Desse material, foram levadas caixas com medicamentos, além de itens variados destinados ao atendimento de nível ambulatorial e de emergência.

foto 2222 2
Itens trazidos do Depósito de Material de Saúde da Marinha no Rio de Janeiro

Parceria na distribuição de suprimentos

Os militares também têm prestado apoio no transporte e distribuição de mantimentos para as famílias afetadas pelas enchentes. Exemplo disso foi a parceria estabelecida com a Universidade Estácio em Petropólis. Patrícia Bach, diretora da unidade, ressalta a importância da cooperação com a MB. “Eu recebo todos os donativos aqui na Universidade, nós separamos e a Marinha faz a entrega nos locais mais difíceis onde nós da população e os alunos não conseguimos entregar. É importante continuar com essa parceria, unindo forças de toda a comunidade“.

Desobstrução de vias

Os militares do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais também atuaram na desobstrução de vias, incluindo a BR-040, uma das principais vias de acesso à Petrópolis. O acúmulo de material arrastado pelas enchentes e deslizamentos estava bloqueando as vias e provocando retenções de até 5 km, quando uma equipe de 10 fuzileiros navais foi destacada para realizar a desobstrução.

foto 33333 0
Retroescavadeira empregada na desobstrução da BR-040 na madrugada desta sexta (18)

O Segundo-Tenente Fuzileiro Naval Rickard Botelho do Nascimento destacou a prontidão da equipe para a operação. ”Desembarcamos para fazer o reconhecimento a pé. Quando chegamos na posição do desmoronamento, era uma árvore e um poste que haviam caído. Iniciamos os trabalhos por volta de 0h30 e, às 2h, terminamos. Tiramos o poste, árvores e toda a cobertura vegetal que estava no terreno”, relatou.

Apoio do Governo Federal

O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, realizou, nesta manhã (18), um sobrevoo na região. Em seguida, participou, junto a outras autoridades, de uma coletiva de imprensa na qual anunciou as medidas emergenciais para auxiliar a população de Petrópolis. O Ministro da Defesa, General Braga Netto, destacou a participação das Forças Armadas na região. “Nós deslocamos tropas de outros estados, particularmente de Minas Gerais e Espírito Santo. A Marinha já montou um hospital de campanha e a Força Aérea está fazendo o controle do tráfego aéreo”, disse o Ministro.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).