Em um momento crucial para a evolução das capacidades de defesa do Brasil, o Comando de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (CCOMGEX) abriu suas portas para uma visita operacional de alto nível, marcada pela presença do Comandante de Operações Terrestres, General de Exército André Luis Novaes Miranda, e de outros distinguidos líderes militares. Esta visita, realizada em 14 de março, não foi apenas uma oportunidade para inspecionar as instalações e capacidades do CCOMGEX, mas também um momento para testemunhar a vanguarda da tecnologia militar em ação.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Demonstração de Capacidades Avançadas

A demonstração das capacidades operacionais do 1º Batalhão de Guerra Eletrônica e da Companhia de Comando e Controle iluminou a complexidade e a eficácia das ferramentas à disposição do Exército Brasileiro. O General Novaes e sua comitiva puderam observar de perto o elevado nível de preparo da tropa, bem como a sofisticação do material especializado em guerra eletrônica, cibernética e comunicações. Esta apresentação sublinhou não apenas o compromisso do Exército com a excelência operacional, mas também a importância estratégica dessas capacidades para a segurança nacional.

Foco na Logística e Capacitação

O CCOMGEX destaca-se não só pelo seu papel crucial nas operações militares, mas também pelo seu enfoque na logística do material de Comunicações, Eletrônica e de Informática, através do seu Centro Logístico. Além disso, a organização desempenha um papel fundamental na capacitação em comunicações, guerra eletrônica e guerra cibernética, mediada pela Escola de Comunicações e pelo Centro de Instrução de Guerra Eletrônica, demonstrando seu papel integral na preparação e modernização das Forças Armadas.

SISFRON: Um Projeto Estratégico

Outro ponto de destaque durante a visita foi a discussão sobre o Programa Estratégico do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON). O CCOMGEX tem um papel vital na coordenação e no planejamento do subsistema de detecção e apoio à decisão deste programa, que é essencial para a proteção e o monitoramento das vastas fronteiras do Brasil. O SISFRON é uma demonstração do compromisso do país com a segurança de suas fronteiras e a integridade de seu território.

Um Compromisso com o Futuro

A visita operacional ao CCOMGEX reforça o compromisso do Exército Brasileiro com a inovação, a modernização e a prontidão operacional. Ao reunir líderes militares de diversas áreas de especialização, o evento não apenas destacou a importância das comunicações e da guerra eletrônica na defesa moderna, mas também estabeleceu um diálogo produtivo sobre o futuro das capacidades militares do Brasil em um cenário global em constante mudança.

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).