Estágio de Adaptação à Caatinga teve a participação de 31 militares do GptFNNa

O Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal (GptFNNa) participou, de 18 a 21 de outubro, do Estágio de Adaptação à Caatinga, realizado em Petrolina (PE), no Centro de Instrução de Operações de Caatinga, sediado no 72º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército Brasileiro.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O estágio teve a participação de 31 militares do GptFNNa, que se qualificaram para atuação em operações na Caatinga, bioma brasileiro que corresponde a 11% do território nacional, afetado por secas extremas e períodos de estiagem, característicos do clima semiárido, e considerado extremamente hostil à sobrevivência humana.

Os fuzileiros navais tiveram a oportunidade de se especializar nas técnicas, táticas e procedimentos específicos de emprego na Caatinga, o que incluiu instruções e treinamentos sobre primeiros socorros; efeitos fisiológicos do calor; fauna e flora; medidas de prevenção de acidentes; abrigos improvisados; comunicações; nós e amarrações; orientação e navegação; além de operações de patrulha, de busca e apreensão e de controle de distúrbios.

estagio de adaptacao a caatinga teve a participacao de 31 militares
Estágio de Adaptação à Caatinga teve a participação de 31 militares do GptFNNa

Segundo o Capitão de Corveta Fuzileiro Naval Tiago Campos de Sousa o estágio foi de grande importância para elevar o nível de prontidão dos fuzileiros navais na área de jurisdição do Comando do 3° Distrito Naval. “A necessidade de ter fuzileiros com capacidade para operar nesse tipo de terreno está alinhada com a capacidade expedicionária do Corpo de Fuzileiros Navais e um potencial aumento na prontidão do GptFNNa, corroborando com seu lema: Do mar ao sertão, pronto para a missão”.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).