Equipe de militares do ComFFE, CIASC e CDDCFN em videoconferência com a ONU

Nos dias 28 e 29 de junho, uma equipe formada por Oficiais do Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra (ComFFE), do Comando do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CDDCFN) e do Centro de Operações de Paz de Caráter Naval, do Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), conduziu, de forma virtual, com o apoio do Centro de Ensino a Distância do CFN, uma série de apresentações sobre as capacidades do Corpo de Fuzileiros Navais relacionadas ao Grupamento Operativo de Força de Paz (GptOpFuzNavFPaz), atualmente organizado pelo 2º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais.

O GptOpFuzNavFPaz é composto por 220 militares da Força de Fuzileiros da Esquadra, que estão sendo treinados desde maio deste ano, para se tornar um componente especializado, em condições de ser empregado nas Operações de Paz das Nações Unidas (ONU), em local e momento oportuno. Durante as apresentações, foram expostas as estruturas de recursos humanos, materiais e doutrinários, bem como toda a Sistemática de Treinamento e Avaliação em apoio àquela tropa.

As apresentações tiveram como propósito fornecer subsídios ao Serviço de Treinamento Integrado das Nações Unidas e marcaram uma das etapas do processo que visa à elevação do GptOpFuzNavFPaz, do tipo Companhia de Reação Rápida (QRF COY, sigla em inglês), ao segundo nível, no contexto do Sistema de Prontidão de Capacidades de Manutenção da Paz das Nações Unidas (UNPCRS). Após a elevação ao nível 2 do UNPCRS, o Brasil conseguirá manter a representatividade internacional de suas Forças Armadas, estando apto a enviar contingentes militares para as diferentes missões de paz sob a égide da ONU.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui