Sobrevoo da aeronave AH-11B “Wild Lynx” no Arquipélago de Abrolhos (BA)

No dia 24 de novembro, em continuidade à Operação “Amazônia Azul – Mar Limpo é Vida! – Fase 4”, a Fragata “União”, navio da Esquadra brasileira, realizou ações de patrulha naval no Arquipélago de Abrolhos, litoral da Bahia. Na ocasião, a aeronave AH-11B “Wild Lynx”, subordinada ao 1º Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque, embarcada no navio, realizou sobrevoo no arquipélago.

As ações de patrulha naval têm o objetivo de contribuir com a salvaguarda da vida humana, a prevenção da poluição hídrica e a segurança da navegação, além de monitorar o tráfego marítimo de interesse e combater a pesca ilegal.

A aeronave e a “União” contribuíram, também, para a continuidade da 4ª fase da Operação “Amazônia Azul, Mar Limpo é Vida!”, iniciada em 5 de outubro, que tem o objetivo de monitorar as áreas marítimas e litorâneas, incluindo praias e manguezais, que foram afetadas pelo criminoso derramamento de óleo ocorrido no ano passado.

Fonte: CCSM

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui