No dia 26 de fevereiro, o Navio de Apoio Oceânico Mearim (NApOc Mearim) tornou-se cenário de um evento significativo para a consolidação das relações entre a Marinha do Brasil e diversos setores estratégicos da sociedade. Realizado no cais da Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí-SC, o almoço reuniu altas autoridades da Marinha, líderes de entidades parceiras e representantes de empresas fundamentais para a indústria naval brasileira. Esta iniciativa simboliza um esforço contínuo para fortalecer os laços e promover a cooperação entre as forças armadas e o setor civil.

Presenças Ilustres e a Sinergia Institucional

O evento contou com a presença do Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra Edgar Luiz Siqueira Barbosa, entre outras autoridades navais de alto escalão, destacando o comprometimento da Marinha com o fortalecimento das relações institucionais. A presença de executivos de empresas chave na indústria naval, como a SPE Águas Azuis, EMBRAER Defesa & Segurança, e Atech, ressalta a importância da colaboração entre a esfera militar e o setor privado na promoção de uma indústria naval robusta e inovadora.

Impacto para a Indústria Naval e Defesa Nacional

A reunião de tão distintos representantes não apenas solidifica parcerias existentes, mas também abre portas para novas colaborações e projetos conjuntos, essenciais para o avanço tecnológico e operacional da Marinha e da indústria naval brasileira. O evento enfatiza o papel vital da cooperação interinstitucional na construção de uma defesa nacional sólida e na promoção do desenvolvimento socioeconômico do país.

Visão de Futuro: Colaboração e Desenvolvimento Conjunto

O almoço no NApOc Mearim é um exemplo prático da visão estratégica da Marinha do Brasil de integrar e colaborar com diferentes segmentos da sociedade e da economia. Além de estreitar relações, o encontro sinaliza um compromisso compartilhado com a segurança nacional, o desenvolvimento tecnológico e a inovação, pilares essenciais para enfrentar os desafios contemporâneos e futuros na área de defesa e segurança.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).