Foguete movido a energia nuclear pode levar astronautas a Marte mais rápido

blank
A ideia de motores de foguetes nucleares remonta aos anos 1940, mas a tecnologia só foi revisitada recentemente como uma solução para a exploração do espaço profundo Foto: Nasa

Até 2035, a Nasa quer levar humanos em Marte. Mas chegar ao planeta vermelho, em média a cerca de 140 milhões de quilômetros de distância, será um feito gigantesco.

Mais frio que a Antártica e com pouco ou nenhum oxigênio, Marte é um ambiente hostil. Quanto mais tempo os astronautas levam para chegar lá e quanto mais tempo eles ficam, mais eles correm riscos.

É por isso que os cientistas estão procurando maneiras de reduzir o tempo de viagem. A empresa Ultra Safe Nuclear Technologies (USNC-Tech), sediada em Seattle, propôs uma solução: um motor de propulsão térmica nuclear (NTP) que poderia levar humanos da Terra a Marte em apenas três meses.

Atualmente, a viagem mais curta possível para uma espaçonave não tripulada é de sete meses, mas uma missão tripulada deve levar pelo menos nove meses.

Michael Eades, diretor de engenharia da USNC-Tech, diz que os foguetes movidos a energia nuclear seriam mais potentes e duas vezes mais eficientes que os motores químicos usados hoje, o que significa que eles poderiam viajar mais longe e mais rápido, enquanto queimam menos combustível.

“A tecnologia nuclear expandirá o alcance da humanidade além da órbita baixa da Terra e no espaço profundo”, disse ele à CNN.

Além de permitir a viagem espacial humana, pode abrir espaço para oportunidades de negócios galácticos, diz ele.

Fonte: CNN Brasil

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui