A Base de Recepção de Veteranos (BREVET), realizou, nessa sexta-feira (15/07), em suas instalações no lendário Campo dos Afonsos, Rio de Janeiro (RJ), a cerimônia alusiva ao Dia do Veterano da Força Aérea Brasileira (FAB), que é comemorado no dia 16 de julho. A comemoração pela data foi marcada com entrega de lembranças aos homenageados, além da apresentação da Canção dos Veteranos.

A solenidade contou com a presença do Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno; do Comandante-Geral do Pessoal, Tenente-Brigadeiro do Ar Ricardo Reis Tavares; do Secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Ricardo Augusto Fonseca Neubert; do ex-Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista; da Diretora da Base de Recepção de Veteranos, Coronel Intendente Elaine Plaza Montenegro, dentre outros militares da FAB.

O Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica falou sobre a importância da data para a Instituição. “Dia 16 de julho foi a data que escolhemos para que traduzíssemos todo o respeito que nós, que ainda estamos na ativa, pudéssemos passar para esses militares que construíram essa Força Aérea, de apenas 81 anos. Há muito a se fazer, mas o que nós temos hoje, olhando para trás, é uma estrutura grande, uma estrutura que entrega muito para o Brasil”, ressaltou o Tenente-Brigadeiro Damasceno.

Em seu discurso, o Comandante-Geral do Pessoal destacou que, além do reconhecimento pelo tempo de serviço ativo prestado à Nação, destaca-se a contribuição da experiência e da sabedoria dos Veteranos ao longo de suas trajetórias para o engrandecimento da FAB.

“Esses e tantos outros feitos não só desenham o valoroso perfil de nossos Veteranos como, também, inspiram nossos militares da ativa, permitindo aos mesmos, a partir do passado que lhes foi legado, olhar para o futuro com vistas ao progressivo crescimento da Força Aérea”, disse o Tenente-Brigadeiro Reis.

O ex-Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Baptista, de 90 anos, veterano com o posto mais antigo no evento, acredita que a data está destinada a ser uma das principais a serem comemoradas no futuro, na FAB. “É o preito de gratidão que todos que estão na ativa hoje, prestam, e muito justamente, uma homenagem àqueles que fizeram a Força”, salientou.

Para o Comandante da tropa de Veteranos, Brigadeiro do Ar Clóvis de Athayde Bohrer, de 98 anos, a realização da cerimônia traz um sentimento de valorização para aqueles que contribuíram de alguma forma para o crescimento da FAB. “Eu fico feliz em ver o reconhecimento por parte da nossa corporação, do trabalho daqueles que contribuíram para que a nossa Força Aérea fosse o que é hoje. Essa data demonstra que a nossa Força não está ausente do passado dessas pessoas que ajudaram a construí-la”, finalizou.

O Dia do Veterano da FAB 

A Diretriz do Comando da Aeronáutica (DCA) Nº 11-127/2020 estabelece os procedimentos e as responsabilidades para a efetivação do dia 16 de julho como o Dia do Veterano da Força Aérea Brasileira, pois, em 1945 marcou o retorno daqueles que lutaram nos céus da Itália durante a Segunda Guerra mundial.

. A medida tem como objetivo reconhecer homens e mulheres que vestiram o azul aeronáutico com honra e dedicação, de modo a valorizar os profissionais que labutaram em prol do engrandecimento da FAB ao longo de toda a sua história.

O termo “Veterano”, por sua vez, é comumente utilizado para designar alguém experiente, e, especificamente no meio militar, uma pessoa que serviu por muitos anos nas Forças Armadas. A palavra também tem a conotação de uma pessoa experiente ou de notório saber. Tais homens e mulheres colocaram em evidência o Patriotismo, a Disciplina, o Comprometimento, o Profissionalismo e a Integridade, que se tornaram princípios que norteiam a Instituição.

Prova de Vida Inteligente

Nessa sexta-feira (15/07), a Diretoria de Administração do Pessoal da Aeronáutica (DIRAP), em parceria com o Centro de Computação da Aeronáutica do Rio de Janeiro (CCA-RJ), lançou, em comemoração ao Dia do Veterano, a Prova de Vida Inteligente: uma nova sistemática que consiste em verificar, por meio de consultas a bancos de dados, se há indícios suficientes para atestar se veteranos e pensionistas estão vivos e, dessa forma, exigir a Prova de Vida apenas quando os dados obtidos não forem suficientes para isso. Para mais informações sobre a nova sistemática, clique aqui.

Fotos: Sargento Bianca Viol / CECOMSAER 

Marcelo Barros, com informações e imagens da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui