O Centro de Avaliações do Exército (CAEx) – “Campo de Provas da Marambaia/1948” realizou, com o apoio pedagógico do Instituto Militar de Engenharia (IME), o II Estágio de Fundamentos de Teste e Avaliação (T&A) e de Requisitos para trinta e nove estagiários das três Forças.

A finalidade do evento foi apresentar aos oficiais que atuam na gestão do ciclo de vida de Sistemas e Materiais de Emprego Militar (SMEM) conhecimento técnico, experiência e melhores práticas na área de teste e avaliação e de elaboração de requisitos adotados por países de referência e empregados, com suas peculiaridades, no CAEx, a fim de contribuir para o aperfeiçoamento dos processos de obtenção de SMEM das Forças Armadas.

O estágio foi dividido em duas fases: uma à distância, entre os dias 6 e 24 de setembro, com 15 horas de duração, e outra, com 30 horas, entre os dias 4 e 8 de outubro.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

As instruções, que ocorreram no IME e no CAEx abordaram conceitos, fundamentos, objetivos e processos de T&A empregados por países de referência, os principais modelos e características de ciclo de vida de produtos de defesa, os principais benefícios e entregáveis da atividade de T&A no Ciclo de Vida, os conceitos e probabilidades de estatística e sua aplicabilidade em T&A e os conceitos fundamentais de confiabilidade, disponibilidade e manutenibilidade e sua importância para o desenvolvimento do ciclo de vida de sistemas. Também foram ministrados conceitos relativos a documentos e requisitos de sistemas e dos usuários empregados por países de referência, os tipos e características de medidas técnicas, das boas práticas nos processos e a legislação que regula T&A.

No último dia do estágio, que ocorreu no CAEx, foi realizada uma palestra e visita às infraestruturas, com demonstração de testes técnicos e operacionais (que contaram com a participação de militares do 1º Esquadrão de Cavalaria Paraquedista, os quais possibilitaram aos estagiários a percepção prática da importância dos conhecimentos auferidos, altamente relevantes para o Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação do Exército (SCTIEx) e para  a Força Terrestre como um todo.

Fonte: CAEx
Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).