No período de 16 a 18 de fevereiro, o Exército Brasileiro, com o apoio do Departamento de Ciência e Tecnologia, na conjuntura do Projeto Amazônia Conectada, iniciou a instalação de antenas satelitais nos Pelotões Especiais de Fronteira (PEF), Destacamentos e Companhias Especiais de Fronteira na área de responsabilidade do Comando Militar da Amazônia (CMA).

Na primeira fase, foram instalados os equipamentos no 3° PEF (Pacaraima-RR) do Comando de Fronteira Roraima/7° Batalhão de Infantaria de Selva (C Fron RR/7° BIS) e no 1° PEF (Epitaciolândia-AC) do Comando de Fronteira Acre/4° Batalhão de Infantaria de Selva (C Fron AC/4° BIS).

O Comandante Militar da Amazônia, General de Exército Furlan, destacou que todos os 24 Pelotões Especiais de Fronteira da área do CMA contarão com antenas satelitais. A iniciativa visa à melhoria da qualidade de vida da família militar.

Fonte: Comando Militar da Amazônia

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui