No dia 22 de fevereiro, um usuário do FUSEx, de 74 anos de idade, submeteu-se ao procedimento de prostatavesiculectomia radical robótica realizada em OCS conveniada em Fortaleza (CE). O procedimento foi realizado pelo Capitão Médico Tiago Soares Bisogno, da equipe de Urologia do Hospital Geral de Fortaleza, e pela equipe de anestesiologia, composta pelo Primeiro-Tenente Médico André Benevides. O paciente evoluiu bem durante o procedimento, recebendo alta na tarde de 23.

Os robôs despertam o nosso imaginário há décadas, a cirurgia robótica representa a evolução da cirurgia minimamente invasiva, que se iniciou com a laparoscopia, conhecida como “cirurgia por vídeo”. Esta modalidade permite a realização de procedimentos complexos através de pequenas incisões, por onde se introduz os braços do robô com seus instrumentos.

O sistema robótico se alicerça na interação entre o cirurgião e o robô, que reproduz com precisão os movimentos da mão humana, apresentando liberdade de movimento, ausência de tremor e elevada eficácia. O sistema de alta definição em 3D fornece ao cirurgião uma visão perfeita e ampliada dos órgãos e estruturas internas.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A cirurgia robótica é usada para o tratamento de diversas doenças urológicas, desde benignas até tumores malignos. Os rins, a bexiga e a próstata e toda a cavidade abdominal podem ser acessadas através dos braços do robô com mais precisão e eficácia.

Fonte: Hospital Geral de Fortaleza

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).