A equipe de inspeção da Organização das Nações Unidas (ONU) realizou, no dia 15 de julho, o plantio de mudas de árvores em área de compensação ambiental localizada em trecho da Operação Guaíba – obra de duplicação da BR-116.

A obra é executada por integrantes da Companhia de Engenharia de Força de Paz (BRAENGCOY, sigla em inglês) do 4º Grupamento de Engenharia, e a atividade faz parte da programação da Visita de Avaliação e Assessoramento da ONU (AAV, sigla em inglês) para a ascensão da Companhia de Engenharia ao nível 2 do Sistema de Prontidão de Capacidades de Manutenção da Paz (UNPCRS, sigla em inglês).

A atividade demonstra o compromisso brasileiro na gestão e soluções responsáveis em termos ambientais por meio da Política Ambiental da iniciativa da Ação pela Manutenção da Paz da ONU (A4P).

Fonte: COTER
Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui