blank

Entre os dias 9 e 12 de novembro, o Comando Militar do Norte (CMN) reuniu 21 profissionais e docentes de Comunicação Social de Belém no Programa Conheça o Seu Exército. No período, os participantes tiveram contato direto com as ações desenvolvidas pelo Exército Brasileiro na Amazônia Oriental.

A assessora de imprensa Taiane Figueiredo de Andrade destacou a oportunidade do Programa Conheça o Seu Exército para os profissionais de Comunicação Social de Belém. “É sempre muito importante essa parceria do Exército com as instituições para que nós, quando informarmos, tenhamos a oportunidade de comunicar bem e com qualidade”.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

No dia 9, os comunicólogos foram recebidos no Quartel-General do CMN, onde foram ambientados sobre o Exército Brasileiro, o CMN e suas organizações militares. Também acompanharam uma apresentação sobre o Centro de Comunicação Social do Exército e a sua atuação em todo o País. Em seguida, conheceram o Espaço Cultural do CMN e a história dos militares na Amazônia Oriental.

Já no dia 11, no 2º Batalhão de Infantaria de Selva, os profissionais participaram de instruções de sobrevivência na selva, como construção de abrigos, obtenção de água e fogo, armadilhas e obtenção de alimentos de origens animal e vegetal. Em seguida, conheceram o emprego dos trabalhos dos segurança de autoridades, cães de guerra e exposições de emprego de um policial do Exército na 15ª Companhia de Polícia do Exército.

No último dia, os participantes visitaram e conheceram a complexidade da logística da Amazônia Oriental, conheceram o material e as análises laboratoriais a que são submetidos os materiais que abastecem os quartéis da Amazônia Oriental no 8º Depósito de Suprimento. No Parque Regional de Manutenção da 8ª Região Militar, os participantes viram as particularidades da conservação dos materiais de empregos operacional e administrativo do CMN.

Para o jornalista da Rede Cultura, Matheus Fernando dos Santos Oliveira, essa experiência foi única. “Conhecer várias instruções! Não fazia ideia! Abrigo, fogueira, armadilhas. É conhecimento para vida pessoal e profissional, como comunicador, entender como funciona a questão da Comunicação Social dentro do próprio Exército era uma curiosidade minha”, analisa o profissional.

blank blank blank blank blank blank blank blank blank blank blank blank

Fonte: CMN