Nos dias 6 e 7 de abril, foi realizado o XXIII Ciclo de Estudos Estratégicos na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), cujo tema central foi a “Análise das estratégias militares da presença e da dissuasão”, com a participação dos oficiais-alunos dos cursos da ECEME, do Programa de Pós-Graduação em Ciências Militares do Instituto Meira Mattos (PPGCM/IMM) e demais inscritos através da internet.

O Comandante da ECEME, General de Brigada Marcio de Souza Nunes Ribeiro, abriu o ciclo de estudos abordando a evolução das estratégias da presença e dssuasão no Brasil e sua interconexão, destacando a dimensão continental do nosso país e as responsabilidades das Forças Armadas em ações relacionadas à defesa dos patrimônios nacionais e da população.

No primeiro dia, o ciclo contou com as palestras do Professor Dr. Fernando da Silva Rodrigues, do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Salgado de Oliveira (PPGH/UNIVERSO), com a temática da “estratégia da presença no contexto da transformação militar como peculiaridade de defesa no Brasil” e do Prof. Dr. Tássio Franchi, do PPGCM/IMM, que abordou o tema “dimensões tangíveis e intangíveis da estratégia da presença”. Na quarta-feira foram abordados assuntos ligados à dissuasão, com a palestra do Prof. Dr. Augusto Teixeira Júnior, do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade Federal da Paraíba (PPGCPRI/UFPB), versando sobre “o desafio da dissuasão convencional no ambiente multidomínio: antiacesso e negação de área como resposta”. O seminário foi finalizado com a apresentação do Chefe do Instituto Meira Mattos, Coronel Rafael Cunha de Almeida, que abordou as “bases históricas e perspectivas atuais para o Exército Brasileiro”.

Os professores convidados integram estudos na área de defesa do Centro de Estudos Estratégicos do Exército (CEEx) e o Ciclo de Estudos Estratégicos está alinhado com a diretriz de integração escolar, buscando fornecer subsídios conceituais para os projetos interdisciplinares da ECEME, assim como, embasar estudos dos diversos participantes.

Fonte: ECEME
Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui