No Hospital de Guarnição de Natal, o mês de outubro não é apenas uma época de celebrar o Dia das Crianças e o Dia do Médico, mas também um momento para unir diversão e educação em saúde. Sob o nome “Doutor por um Dia,” o hospital organizou uma atividade socioeducativa única, destinada a crianças e suas famílias militares. Vamos explorar como esse evento especial está promovendo o aprendizado de maneira divertida.

Aprendizado Lúdico em Saúde

article 14 5

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Durante o evento “Doutor por um Dia,” as crianças tiveram a oportunidade de participar de oficinas nas áreas da medicina, enfermagem, fisioterapia, nutrição e odontologia. Profissionais de saúde do hospital apoiaram essas oficinas, permitindo que as crianças não apenas adquirissem conhecimento teórico, mas também colocassem em prática o que aprenderam.

Conhecimento Prático e Divertido

As oficinas ofereceram uma abordagem prática e divertida para aprender sobre saúde. As crianças foram incentivadas a preparar seu próprio lanche saudável sob a orientação do “Doutor Nutri”. Elas também receberam noções de primeiros socorros com médicos e enfermeiros, além de aprenderem sobre higiene bucal e postura com os “Doutores Dentinho e Desentorta.”

Promovendo o Autocuidado e Valores Sociais

O evento “Doutor por um Dia” não apenas forneceu informações valiosas sobre saúde, mas também enfatizou a importância do autocuidado. Além disso, ajudou as crianças a entenderem a relevância dos preceitos humanos, familiares e sociais no cuidado com a saúde. Essa abordagem única não apenas educa, mas também diverte e inspira as crianças a se envolverem mais com sua saúde.

A Importância de Aprender Brincando

article 16 5

O evento “Doutor por um Dia” no Hospital de Guarnição de Natal é um exemplo brilhante de como o aprendizado pode ser eficaz e envolvente quando é divertido. Ao combinar educação em saúde com atividades lúdicas, as crianças não apenas adquirem conhecimento, mas também cultivam um interesse duradouro em cuidar de si mesmas e dos outros.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).