Almirante de Esquadra Olsen conduz o DG-AIEA Rafael Grossi e o Ministro Bento Albuquerque no interior do ESC
O Diretor-Geral da Agência Internacional de Energia Atômica (DG-AIEA), Embaixador Rafael Mariano Grossi, cumpriu, em 16 de julho, visita oficial às instalações do Programa de Submarinos (PROSUB), no Complexo Naval de Itaguaí (RJ). A Comitiva do DG-AIEA estava acompanhada pelo Ministro de Minas e Energia, Almirante de Esquadra Bento Albuquerque, e pelo Representante Brasileiro junto àquela Agência, Embaixador Carlos Duarte. As autoridades foram recepcionadas no Estaleiro de Construção (ESC) pelo Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, pelo Coordenador-Geral do Programa de Desenvolvimento do Submarino com Propulsão Nuclear (COGESN), Vice-Almirante (RM1-EN) Neves, pelo Diretor da Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade (AgNSNQ), Contra-Almirante (RM1-EN) Humberto Moraes Ruivo, e por Assessores do PROSUB. Fizeram parte também da visita oficial os Presidentes das empresas AMAZUL, Vice-Almirante (RM1) Antonio Carlos Soares Guerreiro, e da NUCLEP, Contra-Almirante (RM1) Carlos Seixas.
O objetivo da visita foi apresentar ao DG-AIEA e representantes daquele Órgão as instalações do Complexo Naval de Itaguaí, onde não apenas avança a construção simultânea de quatro submarinos com propulsão diesel-elétrica (S-BR), segundo diferentes estágios de prontificação, mas com especial ênfase às futuras instalações do Complexo de Manutenção Especializada, onde serão realizadas as atividades de manutenção da plataforma, assim como de transporte e carregamento do combustível nuclear do submarino convencional com propulsão nuclear (SN-BR) “Álvaro Alberto”.
blank
Foto oficial realizada na face norte do Estaleiro de Construção
O PROSUB é um Programa Estratégico de substancial relevância para o Estado brasileiro. Além de ampliar o perímetro de proteção das águas da Amazônia Azul, esse empreendimento gera empregos que permite capacitar e qualificar mão de obra fortemente especializada, contribuindo para elevar o potencial estratégico de desenvolvimento científico e tecnológico do País.
Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui