Salvador celebrou o Dia da Marinha no dia 11 de junho com várias homenagens, incluindo uma aposição floral no monumento Riachuelo e cerimônias no Comando do 2º Distrito Naval. As atividades ressaltaram a importância histórica da Marinha do Brasil e honraram os heróis da Guerra da Tríplice Aliança.

Aposição Floral no Monumento Riachuelo

A Associação Comercial da Bahia (ACB) organizou uma cerimônia de aposição floral no histórico monumento Riachuelo, localizado no centro de Salvador, em frente à ACB. Este monumento, considerado o primeiro no Brasil em homenagem à Guerra da Tríplice Aliança, teve sua pedra fundamental lançada pelo Imperador Dom Pedro II em 27 de março de 1872 e foi inaugurado em 23 de novembro de 1874. A cerimônia contou com a presença de autoridades, membros da Marinha e convidados, que prestaram tributo aos heróis que lutaram na histórica batalha.

Cerimônia no Comando do 2º Distrito Naval

Ainda no dia 11 de junho, o Comando do 2º Distrito Naval realizou uma cerimônia interna para marcar o Dia da Marinha. Durante o evento, foram lidas a Mensagem do Ministro de Estado da Defesa e a Ordem do Dia do Comandante da Marinha, destacando o papel crucial da Marinha na defesa do país e sua história de bravura e sacrifício. A cerimônia também incluiu a entrega de platinas aos militares promovidos, reconhecendo o mérito e o compromisso dos oficiais que avançaram em suas carreiras.

Sessão Solene na Assembleia Legislativa da Bahia

As comemorações pelo Dia da Marinha começaram no dia 6 de junho, com uma sessão solene na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia. Proposta pelo Deputado Antonio Henrique Júnior e presidida pelo Deputado Eduardo Salles, a sessão destacou a importância da Marinha do Brasil para a segurança e desenvolvimento do país. Durante o evento, foram feitos discursos que enfatizaram a dedicação dos membros da Marinha e a relevância de suas missões para a nação.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui