No dia 18 de abril, o Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro abriu suas portas para uma significativa visita da delegação da indústria de defesa da República da Áustria. Este evento, estrategicamente planejado pelo Setor do Material em colaboração com a Secretaria de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa, teve como objetivo não apenas apresentar o portfólio brasileiro de produtos e serviços, mas também explorar possíveis parcerias e trocas tecnológicas entre os dois países.

Presenças Ilustres e Objetivos Compartilhados

A comitiva austríaca, liderada pelo Adido de Defesa Austríaco no Brasil e pelo CEO da Câmara de Economia da Áustria, teve a oportunidade de conhecer de perto os principais projetos estratégicos da Marinha do Brasil. A visita incluiu apresentações sobre novas tecnologias e sessões de diálogo sobre futuras cooperações técnicas e possibilidades de negócios, reforçando o compromisso mútuo com o avanço da base industrial de defesa.

Insights sobre Projetos Navais e Sustentabilidade

Um dos pontos altos da visita foi a inspeção ao Navio-Patrulha (NPa) “Mangaratiba”, que está atualmente em construção. Este projeto não apenas simboliza a capacidade industrial naval brasileira, mas também serve como um exemplo das oportunidades de colaboração na área de construção naval. Além disso, a delegação teve a chance de observar o processo de desfazimento sustentável do ex-Submarino “Tamoio”, um exemplo da responsabilidade ambiental que o Brasil emprega em suas práticas de defesa.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).