No dia 29 de junho, os alunos do Curso de Precursor Paraquedista realizaram a Instrução de condução do tiro de artilharia por observador de qualquer arma, executada pelo Simulador de Apoio de Fogo (SIMAF) na AMAN. No SIMAF, os alunos aplicaram os conhecimentos necessários ao desempenho das atividades do futuro Precursor Pqdt, dentre as quais; os preceitos de conduta dos tiros, normas para a conduta dos tiros sobre zona de precisão, prescrições aos observadores, regras para observação e sobre as comunicações que o combatente utiliza para solicitar tiros à Artilharia.

O Precursor paraquedista é o especialista dotado das competências para planejar, integrar, conduzir e/ou realizar operações militares singulares, conjuntas ou combinadas no amplo espectro dos conflitos, notadamente operações aeroterrestres e aeromóveis e, eventualmente, especiais, em qualquer tipo de ambiente operacional, em área hostil ou negada, ocupando cargos e/ou desempenhando funções na Brigada de Infantaria Pára-quedista (Bda Inf Pqdt), no Comando de Operações Especiais (C Op Esp), nas(s) Companhia(s) de Forças Especiais não orgânica(s) do C Op Esp ou em outras organizações operativas, conforme a Doutrina Militar Terrestre vigente.

Fonte: Centro de Instrução Pára-Quedista General Penha Brasil
Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui