blank

A Capitania dos Portos de Alagoas (CPAL) celebrou ontem (10), o 157º aniversário da Batalha Naval do Riachuelo. A cerimônia contou com a participação de autoridades militares, personalidades civis, comunidade marítima e Amigos da Marinha. Durante a cerimônia, foram entregues Títulos de Tripulantes Honorários para personalidades que prestaram relevantes serviços à Capitania dos Portos de Alagoas.

blank

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Durante a cerimônia, a Primeiro-Tenente Thais Canuto realizou a leitura da Ordem do Dia do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, que relembrou as histórias do Almirante Barroso, do Guarda-Marinha Greenhalgh e do Imperial Marinheiro Marcílio Dias, heróis brasileiros que a despeito de todas as dificuldades, se destacaram pelo amor incondicional ao Brasil e ao seu povo, em uma fase de nossa História que foi fundamental para a formação de uma Pátria livre, soberana e indivisível, dotada de grande extensão territorial e valorosos recursos naturais, berço de um povo forte, criativo e trabalhador.

“Assim, no ensejo da passagem desta Data Magna da Marinha, honrando a memória de nossos antecessores, é meu dever prestar as devidas reverências àqueles que, mesmo diante da inferioridade numérica e da surpresa da ofensiva, jamais esmoreceram, logrando, ao final, a incontestável vitória. Ao todo, foram computadas 102 baixas de honrados brasileiros, em intervalo de poucas horas. Eram pais de família, filhos queridos, que entregaram pela Pátria o seu bem maior, as próprias vidas”, destacou o Comandante da Marinha.

Em sua Ordem do Dia relativa à data, o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, destacou que é motivo de grande orgulho dispor de uma Instituição tão profissional, atuante e vibrante.

“estou certo de que o povo brasileiro enxerga a marinha como uma instituição que goza de credibilidade e confiança, que estará sempre pronta a cumprir, de forma irretocável, tudo aquilo que lhe compete em nossa constituição, qual seja, a defesa da pátria, a garantia dos poderes constitucionais e demais atividades subsidiárias”.

O Capitão dos Portos de Alagoas, Capitão Mar e Guerra Wendell Petrocelli de Lima, reforçou a importância da Batalha Naval do Riachuelo para o espírito de corpo dos militares e a confiança da população no trabalho da Marinha do Brasil com a proteção de nossa Amazônia Azul. Agradeceu a cada um dos agraciados com os Títulos de Tripulantes Honorários presentes pelo apoio nos trabalhos realizados pela Capitania.

Confira abaixo algumas fotos da celebração

blank blank blank blank blank blank

blank blank blank