Covid-19: Exército auxilia transporte de 100 pacientes de RO para outros estados

blank

O Exército Brasileiro tem participação cada vez mais intensa no combate à pandemia da covid-19. Até esta quinta-feira (28), a Força Terrestre auxiliará no transporte de um total de 100 pacientes com covid-19 de Rondônia para outras unidades da federação.  O objetivo é ajudar a Secretaria da Saúde de Rondônia (SESAU) a desafogar o sistema de saúde estadual, que está sobrecarregado com o aumento do número de casos ativos e internações.

O apoio foi iniciado no dia 25 de janeiro pela 17ª Brigada de Infantaria de Selva e inclui o emprego de mais de 50 militares de forma direta e indireta, profissionais de saúde e, ainda, a utilização de viaturas militares e ambulâncias.

O Exército também realizará a segurança e o balizamento durante o translado dos pacientes internados no Hospital de Campanha de Rondônia, no Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron) e nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA). A transferência dos pacientes para outros estados vai ser realizada por aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB).

Oxigênio

No dia 25 de janeiro, o Hospital de Guarnição de Tabatinga (HGuT) duplicou sua capacidade de envase de cilindros de oxigênio medicinal, suprimento vital no tratamento dos casos graves de covid-19. A melhoria foi possível após a conclusão da adaptação das instalações do Hospital do Exército.

Com a nova melhoria, a unidade dobra sua capacidade de envase de cilindros de 40m3 para 80m3 diários. Isso possibilita a prestação de apoio a outras unidades militares como o Comando de Fronteira Solimões / 8º Batalhão de Infantaria de Selva (CFSol / 8º BIS) e seus quatro Pelotões Especiais de Fronteira, além de órgãos como UPA, SAMU, Corpo de Bombeiros e Maternidade.

O Hospital do Exército é a única instalada capaz de obter oxigênio medicinal na região do Alto Solimões, extremo sudoeste do Amazonas. Em dezembro de 2020, o HGuT já havia dobrado sua capacidade de produção do gás de 12m3 para 24m3, por hora, com a aquisição e instalação de sua segunda usina de oxigênio.

Atendimento

No último dia 23, o Exército Brasileiro prestou pronto atendimento e providenciou o transporte aéreo de uma criança indígena de dois meses de idade, diagnosticada com Covid-19, de uma área de fronteira para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tabatinga. Segundo informações do 1° Pelotão Especial de Fronteira (1° PEF), a situação atual da paciente é estável. A ação foi realizada pelo Comando de Fronteira Solimões/8° Batalhão de Infantaria de Selva (Cmdo Fron Solimões/8ºBIS).

A paciente C. D. M. foi conduzida à Seção de Saúde do 1º PEF, no dia 22 de janeiro, por familiares. Após a confirmação do diagnóstico de Covid-19, foi solicitado o transporte da criança para a Unidade de Pronto Atendimento de Tabatinga, o que foi realizado por meio de aeronave com Unidade de Terapia Intensiva. As informações são do Exército Brasileiro.

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

Receba nossas notícias em tempo real através dos aplicativos de mensagem abaixo:

blank
WHATSAPP: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui