Foto oficial do evento com autoridades e alunos do Profesp

O Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra (ComFFE) promoveu, no dia 27 de maio, um encontro, reunindo os Comandantes de suas Organizações Militares (OM) subordinadas, na sede da Força, em Duque de Caxias (RJ). O objetivo foi divulgar informações sobre o funcionamento do Programa Forças no Esporte (Profesp) e do Projeto João do Pulo (PJP), que são programas sociais desenvolvidos pelo Ministério da Defesa, em parceria com o Ministério da Educação, Ministério da Cidadania e Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. As atividades são conduzidas por OM da Marinha, Exército e da Força Aérea, com parcerias públicas e privadas.

Durante o evento, o Diretor de Desporto Militar do Ministério da Defesa, Major-Brigadeiro do Ar José Isaías Augusto de Carvalho, realizou uma palestra sobre o funcionamento do Profesp e o PJP. Em seguida, a assistente social Giovana Silva apresentou os projetos da Pastoral do Menor do Rio de Janeiro (RJ). Por fim, o Comandante da Base de Fuzileiros Navais do Rio Meriti, Capitão de Fragata (FN) Dagoberto Ferreira da Silva Jr, apresentou as atividades desenvolvidas pelo núcleo Profesp em Duque de Caxias (RJ). Na ocasião, todos os participantes visitaram instalações e acompanharam as atividades esportivas, que estavam sendo desenvolvidas pelos jovens.

A FFE apoia o Profesp desde 2018, por meio de dois núcleos, um em Duque de Caxias, por meio da Base de Fuzileiros Navais do Rio Meriti, e outro em São Gonçalo (RJ), sob a coordenação da Base de Fuzileiros Navais da Ilha das Flores. Devido à pandemia da Covid-19, o programa interrompeu as atividades presenciais em março de 2020, mas está retornando gradualmente este mês. O Profesp da FFE chegou a atender cerca de 400 crianças mensalmente. Este ano, retornou com a intenção de alcançar pelo menos 160 crianças, sendo 80 em Duque de Caxias e 80 em São Gonçalo. Os jovens estão sendo divididos em grupos de 20 crianças por período (manhã ou tarde), com atividades realizadas duas vezes por semana para cada grupo.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui