blank

No período de 29 de novembro a 10 de dezembro, foi realizado o V Estágio Internacional de Defesa Cibernética para oficiais de nações amigas. A atividade, promovida pelo Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber) e conduzida pelo Centro de Instrução de Guerra Eletrônica (CIGE), contou com a participação de militares dos seguintes países: Argentina, Alemanha, Bolívia, Brasil, Camarões, Equador, Indonésia, Nigéria e Peru.

O estágio teve como principal objetivo promover o intercâmbio doutrinário e a cooperação na área de Defesa Cibernética e contou com a participação de palestrantes de diversos órgãos da esfera federal e das Forças Armadas.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Ao final do estágio, foi realizado um exercício “Capture The Flag” (Captura da Bandeira), no qual os estagiários foram desafiados a colocar em prática os ensinamentos colhidos ao longo do estágio. Na oportunidade, destacou-se um tenente-coronel do Exército da República do Peru. O estágio foi uma oportunidade para o Exército Brasileiro e para as Forças Armadas estreitarem os laços com nações amigas, aumentando a confiança e o prestígio do Brasil no cenário internacional.

As cerimônias de abertura e encerramento foram presididas pelo Vice-Chefe do Estado-Maior do Exército, General de Divisão Flávio Marcus Lancia Barbosa, e contaram com a presença do Comandante de Defesa Cibernética, General de Divisão Heber Garcia Portella; do Chefe do Departamento de Gestão Estratégica do ComDCiber, Brigadeiro Luiz Fernando Moraes da Silva; do Comandante de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército, General de Brigada Ivan de Sousa Corrêa Filho; do Chefe do Estado-Maior Conjunto do ComDCiber, Contra-Almirante Rudicley Cantarin; do 2º Subchefe do EME, General de Brigada Jomar Barros de Andrade; do Chefe do Centro de Defesa Cibernética, General de Brigada Paulo Sérgio Reis Filho; dos adidos militares dos países participantes e demais autoridades.

Fonte: Centro de Instrução de Guerra Eletrônica