Entre 12 de março e 4 de abril, o Centro de Adestramento do Comando da Força de Minagem e Varredura foi o cenário para o Curso Expedito de Varredura para Oficiais (C-EXP-VAR-OF). Este curso é parte de uma série de iniciativas educacionais destinadas a fortalecer as capacidades da Marinha do Brasil em operações de minagem e contramedidas (CMM). Os oficiais-alunos participaram de uma abordagem tática intensiva, destinada a capacitá-los na operação de equipamentos avançados para a detecção e neutralização de minas submarinas.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Aulas Teóricas e Práticas Aprofundadas

blank
Oficiais-Alunos durante aula prática conduzida a bordo do Navio-Varredor “Atalaia”

O curso combinou aulas teóricas com experiências práticas a bordo dos Navios-Varredores e nas instalações da Base Naval de Aratu. Destacou-se a utilização do Complexo de Magnetologia e do Grupo de Reparos de Eletrônica e Armamento, onde os alunos foram expostos a diversos tipos de minas e tecnologias de CMM. Essas sessões práticas são essenciais para que os futuros oficiais desenvolvam uma compreensão profunda dos desafios técnicos e táticos associados às operações de minagem.

Integração com Tecnologia Industrial Avançada

Complementando o aprendizado prático e teórico, ocorreu uma visita ao Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia (SENAI-Cimatec). Neste local, os oficiais-alunos tiveram a oportunidade de se familiarizar com processos de desenvolvimento de tecnologia avançada. Este segmento do curso destacou ferramentas inovadoras que poderão ser implementadas em futuras atividades de contramedidas de minagem, garantindo que os oficiais estejam à frente no campo tecnológico.

Expansão Contínua do Programa de Treinamento

O C-EXP-VAR-OF marca o primeiro curso de guerra de minas de 2024 sob a égide do Comando do 2º Distrito Naval. Com a programação para continuar com o Curso Expedito de Varredura para Praças (C-EXP-VAR-PR) ainda este mês, e o Curso Expedito de Guerra de Minas para Oficiais (C-EXP-GUEM-OF) no segundo semestre, a Marinha do Brasil reafirma seu compromisso com a educação continuada e a excelência operacional.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).