A Capitania dos Portos de Alagoas (CPAL) realizou, em uma cerimônia emblemática no dia 12 de dezembro, a entrega de premiações do Concurso de Redação “Operação Cisne Branco”. Este evento não é apenas uma celebração; é um reflexo do esforço contínuo da Marinha do Brasil em instigar nos jovens um interesse profundo e significativo pelas questões náuticas e históricas do país.

A Importância da Iniciativa para a Educação e Conscientização Marítima

DSC 0452

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O Concurso “Operação Cisne Branco” é uma ferramenta educacional estratégica, projetada para despertar entre os jovens estudantes um interesse pelas questões marítimas e pela história naval brasileira. Abrangendo temas como o Poder Naval, o Poder Marítimo, a concepção da “Amazônia Azul” e a rica História Naval do Brasil, este concurso visa a construção de uma consciência marítima na juventude. A abordagem adotada, através da redação, permite que estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e do ensino médio expressem suas visões sobre o papel crucial da Marinha no processo de Independência do Brasil.

Os Vencedores: Um Reflexo do Potencial e Diversidade dos Jovens Talentos de Alagoas

A premiação destacou-se por sua diversidade e o alto nível dos trabalhos apresentados. No ensino fundamental, a Escola Cívico Militar Judith Paiva conquistou o primeiro lugar, demonstrando a eficácia de um ensino que combina rigor e patriotismo. Os alunos do Colégio da Polícia Militar Tiradentes, com suas colocações de segundo e terceiro lugares, reforçam a qualidade da educação oferecida por instituições militares no estado. No segmento do ensino médio, o primeiro lugar foi atribuído a um aluno da Escola Estadual Nossa Senhora da Conceição, um sinal claro da capacidade dos estudantes de escolas públicas de competir em pé de igualdade com as escolas militares. Os alunos do Colégio da Polícia Militar Tiradentes, que alcançaram o segundo e terceiro lugares, também demonstram a consistência e o compromisso dessas instituições com a educação.

A Cerimônia de Premiação: Um Reconhecimento ao Talento Jovem e à História Marítima

Durante a Cerimônia do Dia do Marinheiro, o Capitão de Fragata Luciano Da Silva Teixeira, Capitão dos Portos de Alagoas, entregou as medalhas aos vinte e dois alunos premiados, oriundos de seis instituições de ensino de Alagoas. Este momento não foi apenas uma celebração de conquistas acadêmicas, mas também um reconhecimento da importância de preservar e promover a história naval e a consciência marítima entre os jovens. A cerimônia simboliza um elo entre o passado, presente e futuro da Marinha do Brasil, reforçando seu papel fundamental na construção da identidade nacional.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).