O Campus Brasília da Escola Superior de Guerra realizou, nos dias 08 e 09 de junho, nas dependências da Escola Classe Alto Interlagos, a entrega de Kits de alimentos não perecíveis às famílias dos alunos assistidos pelo Programa Forças no Esporte (PROFESP). A iniciativa do Ministério da Defesa e do Ministério da Cidadania, que garante o reforço alimentar enquanto as atividades do PROFESP estiverem suspensas devido à pandemia, contou com a pareceria entre a Secretaria Especial de Educação do Distrito Federal (SEEDF) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) na distribuição de Cestas Verdes, compostas por frutas, verduras e hortaliças, adquiridas de agricultores familiares do Distrito Federal, com recursos do PNAE. A entrega dessas Cestas garante uma melhor alimentação dos estudantes durante o ensino remoto, além de gerar renda aos agricultores familiares, promovendo a movimentação da economia local.

O Programa Forças no Esporte (PROFESP) é realizado por meio da parceria entre a Secretaria Especial do Esporte e o Ministério da Defesa (MD). Tem por finalidade reduzir riscos sociais e fortalecer a cidadania, a inclusão e a integração social de alunos na faixa etária entre 06 e 18 anos de idade, moradores de regiões de vulnerabilidade social. As crianças e adolescentes assistidas pelo Programa têm acesso, no contraturno escolar, à prática de atividades esportivas, reforço escolar, alimentação saudável e de qualidade, palestras, campanhas educativas, orientações de civismo, de cidadania e desenvolvimento de habilidades profissionais. Cabe às Forças Armadas, sob coordenação do Ministério da Defesa, oferecer instalações e equipamentos esportivos, infraestrutura e logística ao PROFESP.

Na oportunidade, também foram entregues às famílias materiais didáticos do Programa Educação para Mobilidade Consciente e do Programa Adasa na Escola (PAE), que oferecem uma abordagem crítica ao tema de Educação para o Trânsito, bem como a educação ambiental voltada para a conscientização do uso sustentável da água, respectivamente.

Marcelo Barros, com informações do Ministério da Defesa
Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui