Brigada de Infantaria realiza treinamento por meio de jogo de guerra

blank

Google News

A 3ª Brigada de Infantaria Motorizada (3ª Bda Inf Mtz) realizou, no período de 5 a 16 de julho, um exercício de simulação construtiva, a Operação Lobo Guará X. A atividade é um treinamento sem tropa no terreno, apoiado por meios eletrônicos e cartográficos de simulação em jogo de guerra. A finalidade da operação foi o adestramento de seu estado-maior e de suas organizações militares diretamente subordinadas (OMDS) nos processos de tomada de decisão em um cenário de operações, possibilitando o aprofundamento doutrinário, o exercício da coordenação e a sincronização das ações de cada sistema operacional.

O exercício foi realizado em duas fases: a primeira, com a adaptação e treinamento dos operadores e dos controladores ao Sistema de Simulação e a segunda fase, com o jogo de guerra.

No início da manhã do dia 12 de julho, o Comandante Militar do Planalto, General de Divisão Rui Yutaka Matsuda realizou a abertura do Jogo de Guerra no 7º Centro de Telemática de Área (7º CTA). O Comandante da 3ª Bda Inf Mtz, General de Brigada Marcus Alexandre Fernandes de Araujo, apresentou as manobras e as atividades do exercício.

Na selva

No período de 5 a 9 de julho, foi realizado pelo 1º Batalhão Logístico de Selva do Exército o Estágio de Atendimento de Saúde em Operações Militares (EASOp Mil), atividade voltada para militares do serviço da saúde da guarnição de Boa Vista.

Foram ministradas, na ocasião, instruções teóricas e práticas, capacitando os 52 participantes como operadores de apoio de saúde aptos a realizar a pronta intervenção e o resgate em ambiente operacional. Além disso, esses militares estão prontos para assessorar o estado-maior das organizações militares no planejamento do apoio de saúde em todas as fases do atendimento de feridos em uma operação militar.

O EASOp Mil tem a finalidade de atualizar os conhecimentos de atendimento pré-hospitalar (APH) em operações militares e capacitar os militares do Serviço de Saúde para desempenhar a função de socorrista de combate nos diversos níveis. Em apoio ao estágio, a ALA 7 (FAB) e o Corpo de Bombeiros Militar de Roraima (CBM-RR) realizaram instruções de primeiros-socorros e resgate de paciente, demonstrando técnicas de resgate operacional.

Core

Dando início ao ciclo de preparação e adestramento para a Operação CORE, a subunidade de força de atuação estratégica (SUFAE) do 5º Batalhão de Infantaria Leve (5º BIL) realizou, de 5 a 8 de julho, a Operação Aratú I, exercício que teve por finalidade adestrar os grupos de combate (GC) que irão integrar a Força Tarefa Itororó no Exercício combinado com a presença do Exército Norte Americano.

Durante a semana os militares realizaram progressão em área edificada, primeiros socorros, comunicações, orientação diurna, módulos de tiro básico e avançado, maneabilidade de GC e marchas para o combate de 12km e 16km.

A CORE/2021, acrônimo para a sigla “Combined Operations and Rotation Exercises” é um exercício executado por uma força-tarefa (FT) de valor batalhão da 12ª Brigada de Infantaria Leve (Aeromóvel), comandada pelo 5º BIL e terá a participação de uma subunidade do Exército dos Estados Unidos.

As informações são do Exército Brasileiro

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui