De 28 de março a 1º de abril, o Comando de Operações Terrestres, por meio do Comando Militar do Oeste, com apoio do Centro de Adestramento-Sul, realizou a simulação construtiva da Certificação da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (4ª Bda C Mec), como Força de Prontidão (FORPRON) do Exército Brasileiro.

O objetivo do exercício foi realizar a certificação da 4ª Bda C Mec pelo sistema de prontidão do Exército. Os Estados-Maiores da Brigada e suas Organizações Militares foram avaliados na execução das atividades de planejamento e condução de operações ofensivas.

A simulação construtiva ocorreu na área do Forte Guaicurus com a ativação do Centro de Operações Táticas da 12ª Divisão de Exército, composto por representantes dos Grandes Comandos e de Organizações Militares do Comando Militar do Oeste.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O exercício contou com ampla utilização dos meios de comunicação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteira (SISFRON) e do sistema C2 em Combate, estabelecendo ligação entre os militares de Dourados – MS e o Centro de Adestramento-Sul, em Santa Maria – RS, e do Programa Combater para execução da simulação.

Fonte: 4ª Bda C Mec

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).