No dia 16, o Brasil sagrou-se campeão da categoria mista na Copa do Mundo de Taekwondo por Equipes realizado em Goyang, na Coreia do Sul. Nas quartas de final, o Brasil derrotou a anfitriã Coreia do Sul por 2×1, avançando para a semifinal, quando derrotou a equipe do Irã de virada, também por 2×1. Na final contra o Marrocos, a equipe brasileira venceu com tranquilidade por 2×0. A Terceiro-Sargento Sandy Macedo e a Grumete Maria Clara Pacheco, fizeram parte da equipe medalha de ouro na Copa do Mundo.

A disputa por equipes é uma novidade no Taekwondo, e fará parte do programa dos Jogos Olímpicos de Paris. As equipes são compostas por 2 atletas de cada gênero e um atleta reserva por gênero. A modalidade por equipes mistas tem as mesmas regras do individual, entretanto, dos três rounds disputados, o primeiro tem duração de quatro minutos e cada atleta tem um minuto pra competir, lutando contra o oponente de peso compatível. Os atletas se alternam ao longo do combate, havendo trocas constantes, onde os mais leves enfrentam os adversários mais leves do mesmo gênero da equipe oponente, e assim por diante. No 2º e no 3º round, com três minutos cada, os técnicos podem realizar trocas de atletas por qualquer outro da equipe, independente do peso que compete.

O PROLIM tem a finalidade de promover o desenvolvimento do desporto nacional, com ênfase nos esportes náuticos e aquáticos, a fim de contribuir para transformação do Brasil numa potência olímpica, fortalecer a mentalidade marítima e projetar a imagem da Força.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).