Em uma cerimônia memorável no dia 9 de dezembro na Escola Superior de Guerra (ESG), no Rio de Janeiro, atletas das Forças Armadas que brilharam nos Jogos Pan-Americanos de Santiago – 2023 foram homenageados com a Medalha Mérito Desportivo Militar. Este evento celebrou não apenas as conquistas individuais, mas também a importante contribuição dos atletas militares ao esporte nacional.

Destaque para o Programa Olímpico da Marinha

Entre os 57 atletas medalhistas homenageados, 23 são integrantes do Programa Olímpico da Marinha (PROLIM), que tem sido fundamental para o desenvolvimento esportivo no Brasil. O Sargento da Marinha Guilherme Costa, um nadador excepcional com quatro medalhas de ouro, foi um dos destaques da cerimônia, simbolizando o sucesso do PROLIM.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Resultados Impressionantes no Pan-Americano

galeria7 atletas

Os atletas brasileiros fizeram história nos Jogos Pan-Americanos, alcançando a melhor performance desde o início da competição. Com um total de 205 medalhas, sendo 66 de ouro, 73 de prata e 66 de bronze, os membros das Forças Armadas tiveram um papel crucial, contribuindo com mais de 48% das conquistas.

Reconhecimento e Gratidão

A Medalha Mérito Desportivo Militar, instituída em 2006, é um reconhecimento aos que prestam serviços relevantes ao desporto militar. A cerimônia, presidida pelo Ministro de Estado da Defesa, José Múcio Monteiro, e com a presença do Ministro de Esporte, André Fufuca, e outras autoridades, foi um momento de gratidão e reconhecimento à dedicação e ao espírito esportivo dos atletas.

Palavras do Ministro da Defesa

Nas palavras do Ministro da Defesa, a cerimônia destacou a gratidão da sociedade brasileira pelos atletas, que simbolizam disciplina, respeito e educação, valores essenciais para a nação. A condecoração reflete o apoio e o orgulho do Brasil por seus atletas militares, que representam o país com honra e excelência.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).