Aprovação de Usina de Dessalinização em Fortaleza Levanta Preocupações Sobre Segurança de Cabos Submarinos

blank

blank

A Superintendência do Patrimônio da União no Ceará (SPU-CE) aprovou recentemente a construção de uma usina de dessalinização na Praia do Futuro, em Fortaleza (CE). Este projeto, apesar de receber um parecer favorável da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), tem gerado debates intensos sobre os potenciais impactos negativos na infraestrutura de internet do Brasil.

Preocupações com a Infraestrutura de Internet

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A aprovação veio após a Cagece indicar que o projeto cumpre com as exigências de segurança, afirmando que as tubulações estarão a uma distância segura de 567 metros dos cabos, além do mínimo recomendado de 500 metros. No entanto, a Anatel manifestou oposição ao projeto, destacando a falta de estudos detalhados sobre como a usina poderá interferir nos cabos submarinos.

Próximos Passos e Reações do Setor de Telecomunicações

Com a aprovação da SPU-CE, o próximo passo é a solicitação da Licença de Instalação junto à Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), com a construção prevista para começar até março de 2024. O Ministério das Comunicações, alinhado à posição da Anatel, e outros entes do setor de telecomunicações, como o Conexis, estão buscando soluções para os possíveis impactos desse projeto nos cabos submarinos de fibra óptica, essenciais para o tráfego de dados internacional e a infraestrutura de internet do Brasil.

Fonte: DCiber.org

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).