Brasília (DF) – Em 20 de setembro, o Comando de Operações Terrestres (COTER) promoveu uma apresentação do armamento Spike-LR2 pela empresa Gehr International, representante, no Brasil, da Rafael Defense Advanced Systems.

A Rafael, empresa israelense que desenvolve o projeto, descreve o Spike-LR2 como um míssil de 5ª geração, integrado em mais de 40 plataformas diferentes em todo o mundo, como, por exemplo, veículos leves sobre rodas, veículos blindados e plataformas aéreas. O míssil já vem sendo empregado por 14 países da OTAN, bem como por vários outros países.

Participaram da apresentação o Subcomandante de Operações Terrestres, General de Divisão Édson Skora Rosty, além de representantes das empresas envolvidas, do Estado-Maior do Exército, dos comandos militares de área, de diversos órgãos de direção setorial, de órgãos de assistência direta e imediata ao Comandante do Exército e do Centro de Doutrina do Exército.

O evento proporcionou a abordagem das características táticas, técnicas e de simulação do armamento, em fase de obtenção pelo Exército Brasileiro, e que mobiliará as frações anticarro da Força Terrestre.

Fonte: COTER

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui