Aniversário de 403 anos da Fortaleza de São João – 24 Jun 1618

A história da Fortaleza de São João remonta a 1º de março de 1565, quando Estácio de Sá desembarca na antiga Praia Braba, hoje Praia de Fora, entre os Morros Pão de Açúcar e Cara de Cão e funda a Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.

blank

Google News

A Fortaleza de São João, ao longo dos séculos testemunhou episódios épicos, é um local de histórias, de muitas histórias, admiráveis feitos e grandes personagens, foi protagonista de como um pedaço do Brasil nasceu, e graças a proteção de seus canhões e seus soldados com tempera de aço, este pedaço prosperou, tornando-se rapidamente o maior empório comercial da América do Sul, depois foi capital Federal, e hoje é a capital cultural e do turismo do Brasil.

Coragem e acentuada liderança, características marcantes do jovem Capitão Mor Estácio de Sá, que em 1565, lhe é confiada, pela Coroa Portuguesa, a arriscada missão de expulsar o invasor francês, que há décadas se estabelecera na Baía de Guanabara, e em 1555 havia fundado a França Antártica, se aliando aos temíveis índios Tamoios.

Com coragem e determinação, o jovem Estácio e sua brava gente erguem um mero fortim, provido de cerca de madeira, terra e pedra com baluartes e guaritas, portas com aldravas de ferro, bem como postigos de comunicação com o exterior.

Esse fortim, batizado de Reduto São Martinho, foi a base de onde os portugueses se lançaram às lutas contra o invasor pela posse da terra.

Em 1567 o invasor é definitivamente derrotado e expulso, mas na derradeira batalha de Uruçumirim, nosso jovem e corajoso Cap Mor é ferido mortalmente, a comoção é geral, tanto dos lusitanos como de seus aliados os índios Temiminós, liderados pelo cacique Aribóia.

Surgia, assim, a Fortaleza de São João.

Ampliada e reforçada ao longo dos tempos, a Fortaleza de São João passou a constituir-se em um conjunto de obras no Morro Cara de Cão, acidente geográfico de vital importância para o controle do tráfego marítimo das embarcações que adentravam na Baía de Guanabara.

Em seu lado nordeste são erguidos o Reduto São Teodósio (1572) e o Forte São José (1872) e, no lado sul, o Reduto São Diogo (1618), fechando fogos com o São Martinho.

No dia 24 de junho de 1618 entra oficialmente em operação como unidade de Artilharia de Costa.

Seus bravos artilheiros protegeram, com inconteste bravura, a próspera e cobiçada Cidade do Rio de Janeiro; combateram corsários; participaram da polêmica Questão Christie, protagonizada pela Inglaterra e tomaram parte efetiva na Revolta da Armada, conturbado período político do início da República, assegurando a ordem vigente da então Capital Federal.

Durante as duas Grandes Guerras Mundiais, montaram importantes postos de vigilância na diuturna tarefa de alertar a tempo as movimentações das tropas agressoras.

Hoje, estás emudecida para a guerra. A sofisticação tecnológica não te permite os disparos defensivos que tanta segurança e proteção trouxeram à Cidade.

Estás voltada para a educação,  pesquisa, cultura e para a preservação do meio ambiente, das tradições e dos feitos de nossos antepassados, em perfeita simbiose com o CCFEx/FSJ, presta serviços de excelência e relevância na capacitação física dos combatentes do Exército, na formação de instrutores e monitores, na condução e apoio a importantes projetos sociais, e no desenvolvimento e apoio ao desporto nacional.

Através da Bateria Estácio de Sá, forma jovens para o Serviço Militar, é a legítima guardiã deste importante patrimônio e das suas tradições.

Abres também teus portões para acolher aqueles que, ávidos por conhecimento, querem saber da tua rica história, contada por Soldados Guias, que conduzem todos a uma inesquecível viagem no tempo, percorrida em teu bem preservado Sítio Histórico.

Parabéns Fortaleza de São João da Barra, pelos teus 403 anos de existência!  Calção Preto! Fé na Missão!

blank

blank

Fonte: Arquivo CCFEx

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui