Amazul participa de evento do Ministério de Minas e Energia e Nuclep

Diretores estiveram presentes em cerimônia que inaugurou linha de produção de torres de transmissão de energia da estatal e entrega de dois acumuladores para Angra 3

blank
Carlos Henrique Seixas (Nuclep), ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia), Marcos Olsen (DGDNTM) e Antonio Carlos Guerreiro (Amazul)

A Amazul participou, nesta sexta-feira (19/3), de cerimônia realizada pelo Ministério de Minas e Energia e a Nuclebrás Equipamentos Pesados (Nuclep) para inaugurar uma nova linha de produção de torres de transmissão de energia e realizar a entrega à Eletronuclear de dois acumuladores fabricados pela Nuclep para a usina nuclear de Angra 3. O diretor-presidente da Amazul, Antonio Carlos Soares Guerreiro, e o diretor de Gestão do Conhecimento e Pessoas Newton de Almeida Costa Neto estiveram no evento, que contou com a presença do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, do comandante da Marinha, Ilques Barbosa Junior, e do diretor-geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, Marcos Sampaio Olsen. A cerimônia ocorreu no parque fabril da Nuclep, em Itaguaí (RJ).

“A nossa meta é aumentar a participação da energia nuclear em nossa matriz energética, posicionando o Brasil como ator internacional relevante nesse restrito mercado. E a Nuclep, como uma das primeiras empresas estratégicas de defesa nacional, dona do seu próprio terminal marítimo e estrategicamente localizada às margens da Baía de Sepetiba, terá um papel proeminente nesta retomada do Programa Nuclear Brasileiro”, destacou Bento Albuquerque.

Os acumuladores entregues são tanques de 14,2 metros de comprimento e 22 toneladas utilizados para fazer o resfriamento do sistema primário, onde fica o reator. Com a entrega dos novos equipamentos, serão oito acumuladores já fabricados pela Nuclep para a Eletronuclear.

Com a inauguração da linha de produção de torres de transmissão, o objetivo da Nuclep é atuar como mais um fornecedor do setor energético nacional, contribuindo para o desenvolvimento do País. A empresa espera produzir até 35.000 toneladas de estruturas metálicas por ano, o que possibilitará a instalação de 1.500 km por ano em linhas de transmissão e a chegada de energia elétrica a milhões de brasileiros.

Também estiveram presentes o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico, Luiz Carlos Ciocchi, o presidente da Nuclep, Carlos Henrique Seixas, e o presidente da Eletronuclear, Leonam Guimarães.

Com informações da Nuclep e Ministério de Minas e Energia

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui