Neste sábado, dia 5 de fevereiro de 2022,  Alunos da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), de Campinas, em São Paulo participaram da solenidade de  passagem pelo Portão Monumental, Esplanada Ministro Dutra, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN).

Trata-se de uma tradicional solenidade que visa celebrar um novo passo na formação desses jovens.

No total, 424 jovens participaram da tradicional solenidade, sendo 372 homens 38 mulheres brasileiros e 14 militares estrangeiros oriundos de Nações Amigas (3 República dos Camarões, 3 República do Senegal, 2 República da Namíbia, 2 República Socialista do Vietnã, 2 República Cooperativa da Guiana, 1 da República do Paraguai e 1 do Estado Plurinacional da Bolívia).

Além do Comandante da AMAN, o General de Brigada Paulo Roberto Rodrigues Pimentel, a cerimônia contou com a presença do Diretor de  Obras Cooperação, General de Brigada Rogério Cetrim de Siqueira e do Comandante da EsPCEx, Coronel Flávio Moreira Mathias.

O Comandante da AMAN, General de Brigada Paulo Roberto Rodrigues Pimentel  salientou  a importância do evento: “A passagem pelos portões é um gesto carregado de simbolismo. A abertura dos portões significa pra vocês, novos Cadetes, uma nova etapa no Exército Brasileiro. A Academia tem muita honra em recebê-los.

Em razão da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), a cerimônia continua a ser restrita aos alunos e convidados.  A presença dos familiares mostra o quanto a carreira militar é motivo de satisfação. Emocionada, Sandra Souza, mãe do Cadete Batista, natural de  Guaratinguetá-SP, falou à nossa reportagem “Apesar do meu falecido pai ter sido Major do Exército Brasileiro, o interesse pela carreira partiu dele. Desde pequeno, foi bombeiro mirim e apresentava outros interesses por essa nobre profissão.  Hoje, estamos entregando um menino à AMAN e temos certeza de que ele sairá transformado”, afirma.

É tradição o aluno mais novo da turma, chamado de “claviculário”, abrir os portões para a passagem dos demais integrantes. Neste ano, o aluno mais novo, Kayo Gabriel dos Santos Mendes, de 18 anos, natural do Rio de Janeiro-RJ, realizou a abertura oficial do portão.  “Desde a EsPCEx até hoje, sabemos da importância de cada momento em nossa carreira. Para mim, é uma grande honra portar a chave dos portões dos Novos Cadetes”.

Em seguida, a Turma Dom Pedro II marchou rumo ao conjunto principal da Academia.

Após a solenidade, os Cadetes assistiram a uma palestra ministrada pelo Comandante do Corpo de Cadetes, Coronel Vinicius.

Em 27 de janeiro, a AMAN recebeu esses novos integrantes, que ficaram um ano Preparatória de Campinas.  Em 2022, eles irão frequentar o Curso Básico da AMAN, que irá se fortalecer ainda mais com a chegada desses novos jovens. No segundo ano, poderão escolher  entre as  Armas, Quadro ou Serviço. No caso das Cadetes, as escolhas são pelo Serviço de Intendência ou pelo Quadro de Material Bélico. O ano de 2025 será quando  os Cadetes da Turma Dom Pedro II serão declarados Aspirantes a Oficial.

COMO SER UM CADETE?
A formação do oficial combatente do Exército é feita em cinco anos.

A porta de entrada é sempre o concurso da EsPCEx, que estará com inscrições abertas, a partir da próxima segunda-feira, dia 7 de fevereiro de 2022.

Os quatro anos seguintes são realizados na AMAN, sendo a Instituição Militar a única a formar oficiais combatentes de carreira.

blank

 

Fotos e vídeos: COMSOC/AMAN- Cb Rhuan, Sd Christopher e Sd Ignácio e equipe AMAN- Foto portão PM: Major Laureano

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui