Giselli Christina Leal Nichols recebeu o Primeiro Prêmio em dissertação de Mestrado, abordando o tema “Guerra naval do futuro: estudo de cenários prospectivos da era pós-humana”

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos Marítimos (PPGEM) da Escola de Guerra Naval (EGN), Giselli Christina Leal Nichols recebeu da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES – vinculada ao Ministério da Educação) e do Secretário-Geral do Ministério da Defesa (MD) a outorga do Prêmio “Tiradentes”, relativo ao Concurso de Dissertações e Teses em Defesa Nacional, Categoria Dissertação de Mestrado (MD/CAPES), com a dissertação “Guerra naval do futuro: estudo de cenários prospectivos da era pós-humana”. A entrega do prêmio ocorreu no Ministério da Defesa, no dia 16 de dezembro.

Giselli Nichols, doutoranda do PPGEM, compõe a equipe do projeto PROCAD “Prospectiva para Segurança e Defesa”, sob a Coordenação da EGN, e pertence ao Laboratório de Simulações e Cenários da Escola de Guerra Naval.

Fonte: Marinha do Brasil

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui