O Exército Brasileiro mantém uma presença importante em diversas partes do mundo, em missões de paz, cooperação e representação diplomática. Neste contexto, destacou-se recentemente a participação do Adido do Exército Brasileiro junto à Embaixada do Brasil na Bolívia, Coronel Luciano Freitas e Sousa Filho, em uma cerimônia protocolar realizada no último dia 23 de fevereiro.

A cerimônia contou com a presença dos representantes diplomáticos dos exércitos de diversos países, como Argentina, China, Equador, Paraguai, Peru, Estados Unidos, Rússia e Venezuela, e teve como objetivo apresentá-los oficialmente ao Comandante do Exército Boliviano. Além disso, os presentes tiveram a oportunidade de apreciar uma apresentação de danças típicas bolivianas e conhecer um pouco mais sobre a rica cultura deste importante país sul-americano.

A presença do Adido do Exército Brasileiro na Bolívia é uma demonstração do compromisso do Brasil em manter boas relações com os países vizinhos e atuar de forma cooperativa na região. O Exército Brasileiro tem um papel importante na manutenção da paz e segurança no continente, e a presença de adidos militares em embaixadas estrangeiras é uma forma de fortalecer os laços de amizade e cooperação entre as nações.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

article?img id=16524788&t=1677850715815
article?img id=16524789&t=1677850716540
article?img id=16524790&t=1677850717283
article?img id=16524791&t=1677850718059
article?img id=16524792&t=1677850718838
article?img id=16524793&t=1677850719506
Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).