Os capelães são membros das forças armadas que atuam como líderes espirituais e apoio emocional para os militares. Eles oferecem orientação e aconselhamento espiritual, bem como suporte emocional e psicológico aos militares e às suas famílias.

Os capelães são importantes porque a vida militar pode ser estressante e desafiadora, e os militares podem precisar de apoio emocional e espiritual para enfrentar esses desafios. Os capelães também podem ajudar a promover a saúde mental e o bem-estar dos militares, o que pode ter um impacto positivo na sua capacidade de realizar suas tarefas de maneira eficiente.

Além disso, os capelães também podem desempenhar um papel importante na promoção da ética e dos valores militares. Eles podem ajudar a orientar os militares em questões éticas e morais e a mantê-los alinhados com os valores e missões das forças armadas.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).