No dia 23 de julho de 2021, a 1ª Brigada de Infantaria de Selva – Brigada Lobo D’Almada –  finalizou os exercícios da fase de certificação da Força de Prontidão (FORPRON), passando a ser uma tropa certificada pelo Comando de Operações Terrestres (COTER). Após cerca de 7 meses de preparação, e ter sido avaliada por meio das simulações construtiva e virtual, a FORPRON Lobo D’Almada concluiu a fase de certificação por meio do exercício no terreno (simulação viva) ocorrido no município do Cantá (RR). Durante a atividade, os dispositivos de simulação de engajamento tático foram amplamente empregados, trazendo mais realismo aos problemas militares simulados. A partir dessa certificação, a FORPRON Lobo D’Almada entra na fase da prontidão.

O Comandante Militar da Amazônia, General de Exército Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira acompanhou a simulação viva. “A certificação tem um nível de realismo muito grande, que nos permite tirar lições aprendidas de todo este exercício realizado e aprimorar os processos de planejamento e de execução nas ações ofensivas e também defensivas e nas missões de combate que são previstas para a 1ª Brigada de Infantaria de Selva realizar”, ressaltou.

As principais atividades realizadas pelas tropas da FORPRON foram: a defesa em posição, o assalto aeromóvel, o ataque à localidade, a defesa antiaérea, o planejamento e coordenação do apoio de fogo, além de tiro com o obuseiro L118 Light Gun, com o morteiro 81mm RO e com o canhão 90mm da VBR Cascavel.

A certificação trouxe, como resultado, o aumento da capacidade dissuasória e de pronta resposta da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, que, em curto espaço de tempo, tem condições de ser empregada no cumprimento de missões, valendo-se de seus próprios recursos orgânicos e meios disponibilizados.

Fonte: 1ª Bda Inf Sl
Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui