A Agência Fluvial de Penedo, um pilar histórico da Marinha Mercante Brasileira, comemorou seu 105º aniversário em uma cerimônia que reuniu membros da Sociedade Amigos da Marinha (SOAMAR) do Baixo São Francisco, demonstrando a profundidade e a importância de seu legado para a região. Originada pelo Decreto nº 13.495, em 12 de março de 1919, sua trajetória é marcada pela dedicação ininterrupta à supervisão das atividades marítimas em uma área de 280 km que se estende desde a faixa de fronteira entre o Peba até as margens do Velho Chico.

Uma Transição Histórica

Inicialmente designada como Agência da Capitânia dos Portos do Estado de Alagoas, em 1997, sua denominação foi atualizada para Agência Fluvial de Penedo, refletindo uma evolução nas responsabilidades e no alcance de suas operações. Esta mudança simboliza a adaptabilidade e a crescente importância da Agência no cenário marítimo e fluvial do Brasil, especialmente em uma região tão rica em biodiversidade e atividades econômicas quanto o Baixo São Francisco.

Função Crucial na Segurança e Orientação

A essência da Agência Fluvial de Penedo reside em sua missão de garantir a segurança da navegação, a defesa nacional e a proteção dos habitantes ribeirinhos. Ao longo dos anos, a Agência tem exercido um papel vital na orientação, coordenação e controle das atividades relativas à Marinha Mercante e organizações correlatas, enfatizando a importância da segurança nas águas que percorrem o coração do Nordeste brasileiro.

Celebração e Reconhecimento

A solenidade de comemoração dos 105 anos da Agência não foi apenas um momento de celebração, mas também uma oportunidade para reafirmar o compromisso contínuo com a excelência operacional e a responsabilidade social. O envolvimento da SOAMAR do Baixo São Francisco ressalta o vínculo estreito entre a comunidade e as instituições dedicadas à segurança e ao bem-estar das populações marítimas e fluviais.

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).