Google News

Os 14 venezuelanos que estavam num barco apreendido pela Marinha do Brasil na costa do Amapá com 600 quilos de pescado capturados sem licença, testaram negativo para Covid-19 nesta sexta-feira (16). Os exames foram feitos durante a manhã, após a embarcação atracar na sede da Capitania dos Portos em Santana, município a 17 quilômetros de Macapá.

Segundo a Polícia Federal (PF), o capitão do barco foi preso em flagrante pelo crime de pesca ilegal e encaminhado ao Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

O restante da tripulação, ainda de acordo com a PF, foi solta e notificada a deixar o Brasil em 60 dias.

“Eles não cometeram crime, cometeram uma infração administrativa, pois adentraram território brasileiro sem os trâmites legais. É possível verificar se eles cumpriram a determinação quando o prazo se esgotar”, informou a corporação.

blank

Depois que os venezuelanos saíram da embarcação, o veículo passou por vistoria feita por cães farejadores e policiais federais em busca de substâncias ilícitas. Nada foi encontrado.

Segundo o comandante do navio Patrulha Guanabara, Raphael Vilas Boas, o pescado será avaliado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a fim de saber se a carne pode ser encaminhada para doação.

“A Anvisa vai verificar a carga para ver se tem algum risco à saúde. A embarcação, a própria Capitania vai ficar com ela por enquanto até ser desembaraçado todo o trâmite da apreensão”, afirmou.

blank
Parte da carga de pardo e mero encontrada na embarcação da Venezuela — Foto: Marinha do Brasil

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui