BOA VISTA (RR) – A 1ª Brigada de Infantaria de Selva foi selecionada para compor o Sistema de Prontidão Operacional e concluiu, no final de junho, o exercício de simulação viva, etapa final da certifiação de sua Força de Prontidão, a FORPRON Lobo D’Almada.

No dia 26, a brigada realizou o apronto operacional de sua Força de Prontidão para verificar as condições da tropa e de seu material, armamento e equipamento. O Comandante da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, General de Brigada Marcelo Lorenzini Zucco constatou o preparo da unidade, dando início ao Exercício de Simulação Viva.

No dia 27 de junho, foi realizada uma marcha para o combate. No local de chegada, foi executado o ataque a uma posição de retardamento ocupada pela força oponente. Os exercícios permitiram às autoridades avaliar a conduta de todas as funções de combate em processo de certificação.

O SISPRON

O Sistema de Prontidão Operacional (SISPRON) foi criado com o objetivo de manter tropas em permanente estado de prontidão operacional, as quais, uma vez certificadas, estarão em condições de serem acionadas para atuar em uma área definida, dentro de determinado prazo, prioritariamente em ações voltadas à Defesa da Pátria.

No ciclo de prontidão de 2022, a Força de Prontidão Lobo D’Almada está constituída com base no 1º Batalhão de Infantaria de Selva – 1º BIS (Aeromóvel), com participação de tropas de todas as suas organizações militares e do Comando Militar da Amazônia.

A solenidade foi presidida pelo Comandante da 1ª Bda Inf Sl, General de Brigada Marcelo Lorenzini Zucco, e contou com a presença de diversas autoridades civis, que puderam conhecer mais sobre a capacidade de pronta resposta do Exército Brasileiro.

Fonte: 1ª Brigada de Infantaria de Selva

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui