blank

O seminário “Pesquisa em detecção, gestão de riscos e impactos de óleo no mar” que será realizado de 26 a 29 de julho, em Salvador (BA), vai apresentar e discutir os resultados das pesquisas científicas que obtiveram financiamento público por meio da Ação Emergencial de 2019 do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). No total, serão nove sessões temáticas. Serão abordados índices e indicadores, impactos e resiliência dos sistemas socioecológicos; impactos na socioeconomia e na saúde, além das ações desenvolvidas e impacto para a sociedade.

Haverá transmissão on line pelo canal do MCTI, neste link.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O evento é o organizado pela pasta ministerial, por meio da Coordenação-Geral de Ciência para Oceano, Antártica e Geociências da Secretaria de Pesquisa e Formação Científica, em conjunto com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), os Programas Ecológicos de Longa Duração (PELD) Tamandaré e Costa dos Corais Alagoas (CCAL), e os Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs): AmbTropic, Mar-COI e Pro-Oceano.

Participarão todos os pesquisadores envolvidos com o tema, incluindo os que participam de projetos selecionados na Chamada MCTI/CNPq 6/2020, e as comunidades que participaram dos projetos.

Este será o terceiro evento anual de acompanhamento dos avanços científicos nesta temática. Os anteriores foram realizados em março de 2020 e em maio de 2021. A prática é adotada pelo MCTI e CNPq com os projetos financiados. O objetivo é coletar informações sobre as publicações científicas de alto nível oriundas desse apoio, estimar o quantitativo de novos recursos humanos formados em pesquisa. Além disso, os seminários de avaliação permitem estimular a produção de informação acessível e que as evidências possam ser utilizadas para a tomada de decisão, com embasamento científico, por gestores dos diversos órgãos e níveis de governo. Outro aspecto é que os seminários possibilitam a prestação de informações e contas à sociedade e podem colaborar para a capacitação, visando a eficiência e segurança no enfrentamento de riscos, impactos e danos dessa natureza, por meio da ciência cidadã.

As atividades científicas financiadas foram uma resposta ao derramamento de óleo cru no mar que chegou à costa brasileira em 2019. Foram registadas manchas de em uma faixa de cerca de 2 mil km, em especial nos estados da região Nordeste. O vazamento dos tanques de um navio de transporte ocorreu em alto-mar e atingiu praias, manguezais e recifes de corais, áreas turísticas e de proteção ambiental, e áreas caracterizadas pela prática da pesca sustentável por comunidades de pescadores artesanais.

A ação emergencial de suplementação a sete INCTs e dois PELDs com temática marinhas envolveu recursos de R$7,5milhões. No ano seguinte, o MCTI publicou a Chamada Pública CNPq/MCTI 06/2020 – “Pesquisa e Desenvolvimento para Enfrentamento de Derramamento de Óleo na Costa Brasileira”, que selecionou projetos de diferentes áreas do conhecimento que pudessem monitorar os impactos sobre os ecossistemas vulneráveis e importantes como manguezais e ambientes recifais, biorremediação, avaliação dos danos aos recursos pesqueiros e valoração do dano ambiental, econômico e social. O objetivo é que essas informações possam subsidiar previsão, preparo e resposta célere e integrada a incidentes semelhantes que possam vir a ocorrer.

A ação sistêmica e integrada integra o Programa Ciência no Mar MCTI, no tema sobre gestão de risco e desastres – óleo no mar. O Programa busca apoiar e aplicar a produção do conhecimento científico, tecnológico e de fronteira da inovação, para atingir benefícios sociais, econômicos e ambientais. São seis temas transversais: gestão de riscos e desastres; mar profundo; zona costeira e plataforma continental; circulação oceânica, interação oceano-atmosfera e variabilidade climática; tecnologia e infraestrutura para pesquisas oceanográficas; e biodiversidade marinha e seus produtos.

A iniciativa também contribui para a implementação da Década da Ciência Oceânica das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, que se estenderá até 2030, coordenada pelo MCTI, que busca promover um oceano limpo, saudável e resiliente.

Serviço:
Seminário Pesquisa em detecção, gestão de riscos e impactos de óleo no mar
Data: 26 a 29 de julho 2022
Horário: 9h-12h e 14h-18h
Local: Senai Cimatec, Salvador (BA)
Av. Orlando Gomes, 1845 – Piatã, Salvador – BA, 41650-010
Transmissão pelo canal do MCTI no youtube: https://bit.ly/gov_mcti

Fonte: MCTI