blank

Google News

Integrantes do Comitê de Orientação e Supervisão do Projeto Rondon (COS) participaram, nesta quinta-feira (05), no Ministério da Defesa (MD), da primeira reunião de 2022. O encontro marcou a retomada oficial das atividades presenciais dessa ação governamental que é coordenada pelo MD em parceria com instituições de ensino superior, governos estaduais e municipais.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

Por meio do Projeto Rondon, professores e estudantes universitários voluntários desenvolvem ações de capacitação que contribuem para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliam o bem-estar da população.

No encontro, os integrantes do COS foram informados a respeito das ações do Projeto, das competências do Comitê e das atividades previstas para 2022 e 2023. Além disso, foi apresentado o Departamento de Projetos Sociais (DPS), novo órgão do MD, que foi criado fruto da reestruturação do ministério, ao qual o Projeto Rondon está subordinado.

Igor Soares-34.jpg

Criado em 2005, o Comitê conta com a participação dos Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Cidadania, do Desenvolvimento Regional, da Educação, do Meio Ambiente, da Saúde e da Secretaria de Governo da Presidência da República.

As próximas operações da iniciativa ocorrerão entre 30 de junho e 17 de julho, em Minas Gerais, e entre 7 e 24 de julho, no Amapá, após dois anos de atividades presenciais paralisadas em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Cerca de 500 rondonistas, oriundos de universidades públicas e privadas de vários estados do país participarão das atividades.

“No período da pandemia, nós continuamos fazendo os planejamentos. Íamos retomar o Projeto em janeiro, mas as operações tiveram que ser adiadas em razão das enchentes em Minas Gerais e o aumento dos casos de Covid-19”, explicou o Coordenador-Geral do Projeto Rondon, Coronel Carlos Eduardo Lopes Fernandes. Conforme previsto no decreto de criação, os membros do COS reúnem-se quatro vezes por ano.

Marechal Rondon
A data da reunião coincide com o dia de nascimento do Marechal Cândido Rondon, militar que inspirou o Projeto. O patrono da Arma de Comunicações do Exército Brasileiro, nascido há 157 anos, em Mato Grosso, comandou expedições pelo País e desbravou mais de 50 quilômetros de terras, com o lema: “Morrer se preciso for, matar nunca!”.

Por Mariana Alvarenga
Fotos: Igor Soares