Google News

Representantes da Secretaria Nacional de Transportes Terrestres do Ministério da Infraestrutura (SNTT/MInfra) e da operadora logística MRS, que administra uma malha ferroviária nos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo, visitaram os Portos do Rio de Janeiro e de Itaguaí nos últimos dias 14 e 15, respectivamente. O objetivo foi tratar, com os diretores e gestores da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), e com os representantes da SNTT/MInfra, das melhorias na infraestrutura ferroviária de acesso aos portos. 

Segundo o diretor de Negócios e Sustentabilidade da Docas do Rio, Jean Paulo Castro e Silva, a visita da comitiva da MRS e da SNTT/MInfra aos portos administrados pela Docas do Rio insere-se no contexto do reconhecimento em campo dos investimentos propostos pela MRS no processo de renovação da concessão da rede ferroviária operada por ela: “O conjunto de projetos propostos pela concessionária visam aumentar a eficiência das operações logísticas pelo modal ferroviário e oferecer maior segurança nas travessias urbanas, trazendo ganhos de competitividade e sustentabilidade para os usuários.” 

O diretor Jean Paulo explicou ainda que, “como a chegada aos portos é a última milha dos principais trechos da rede ferroviária, os investimentos propostos são fundamentais para garantir que o final do percurso não se torne um gargalo operacional, mitigando os potenciais ganhos dos demais investimentos a serem realizados ao longo da malha. Por isso, a Docas do Rio considera que os projetos propostos pela MRS nos portos administrados pela companhia são de grande interesse público”. 

Depois de realizar uma apresentação dos projetos em seu escritório para os representantes da SNTT/MInfra e da Docas do Rio, a comitiva da MRS visitou as áreas do Porto do Rio de Janeiro onde estão sendo propostas obras de melhoria e expansão da infraestrutura ferroviária, assim como todo o contexto logístico e operacional. No Porto de Itaguaí, os visitantes assistiram a uma apresentação relativa às linhas que atendem aos terminais arrendados e às necessidades de realização de investimento para melhorar a performance operacional dos terminais do Porto de Itaguaí.  

Nos dois encontros, por parte da Docas do Rio, estiveram presentes o diretor-presidente, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira; o diretor de Gestão Portuária, Mário Povia; o diretor de Negócios e Sustentabilidade, Jean Paulo Castro e Silva; além dos superintendentes dos portos, dos gerentes de Acesso Terrestre e de especialistas da área de Planejamento. No Porto do Rio de Janeiro, também participaram o diretor administrativo-financeiro da Autoridade Portuária, Indalecio Alvarez, além de gestores que atuam nas áreas de Engenharia e da Guarda Portuária. A MRS esteve representada por uma equipe composta por diretores, gerentes e funcionários. Dos integrantes do MInfra, participaram Thiago Douglas Alvarenga Camelo e Álvaro Simões da Conceição Neto.  

No início deste mês de junho, a MRS divulgou um recorde diário, que bateu a marca de 640,3 mil toneladas transportadas, considerando as diversas cargas de clientes. Para o diretor-presidente da Docas do Rio, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, “os grandes volumes de cargas transportadas pelas ferrovias mostram o tamanho da importância deste modal para a infraestrutura portuária, especialmente para o escoamento em longas distâncias, e a busca pela melhoria e pelo crescimento necessita dos investimentos previstos”.

Fonte: CDRJ

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui