A Polícia Federal inaugurará, amanhã (15/12) às 16h, as novas instalações do Instituto Nacional de Criminalística – INC, com a conclusão das obras do Projeto do Centro Nacional de Difusão de Ciências Forenses da Polícia Federal.

Trata-se de uma obra estratégica para a Polícia Federal, que amplia a sua capacidade de análises laboratoriais e possibilita a capacitação de Peritos Criminais e de servidores das Forças de Segurança de todo o país, melhorando a qualidade dos serviços ofertados para a Segurança Pública em nível nacional.

O projeto de transformação do INC em Centro Nacional de Difusão de Ciências Forenses – CNDCF, foi iniciado em 2012, e representa a ampliação da capacidade de treinamento de Peritos Criminais Federais, com a criação de 10 salas de treinamento, com capacidade individual para até 40 alunos. Com isso o INC disponibilizará laboratórios-escola para Peritos Estaduais, servidores das Forças de Segurança e demais parceiros da Polícia Federal.

A ampliação do Instituto Nacional de Criminalística, propiciou a criação de mais de 50 novos laboratórios e a reforma e readequação dos laboratórios existentes, atendendo às diversas áreas da Criminalística: Medicina e Odontologia Legal, Perícias Externas, Local de Crime, Bombas e Explosivos, Meio Ambiente, Engenharia Legal, Audiovisual, Informática, Genética Forense, Documentoscopia, Análises Químicas e laboratoriais, isótopos estáveis e Geoprocessamento (incluindo o centro operacional do Programa Brasil M.A.I.S), Merceologia e Crimes Financeiros. A ampliação do parque de laboratórios do Instituto Nacional de Criminalística possibilitará a centralização da realização de exames periciais, com substancial economia para a Polícia Federal.

A reforma das atuais instalações do INC contou ainda com a melhoria e a ampliação do Auditório Antônio Carlos Villa Nova, com capacidade de 297 lugares; a criação de novos espaços, tais como o Salão Nobre, para reuniões diversas; e um espaço adequado para eventos e exposições ligados à Polícia Federal e à criminalística nacional. Além disso, a reforma possibilitou a modernização dos equipamentos elétricos, de segurança e de controle de acesso, além de um novo sistema de ar condicionado central e uma nova cabine de entrada de energia elétrica, melhorando a qualidade e a segurança do fornecimento de energia de todo o complexo da Polícia Federal no Setor Policial Sul.

A área total do Instituto Nacional de Criminalística passou de 10.000 m² para aproximadamente 30.000 m², com destaque para os quase 10.000 m² de áreas reservadas para laboratórios e treinamento de Peritos Criminais Federais e Servidores das Forças de Segurança. O projeto dos laboratórios de criminalística e treinamento foi inspirado nos grandes laboratórios de Perícia, das melhores forças de segurança do mundo, como o FBI e o DEA.

Com a conclusão das obras do projeto – estimadas em R$ 75 milhões em valores atualizados – consolida o Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal como o maior Instituto de Perícia Criminal do Brasil, e um dos maiores do mundo, em área construída e diversidade de exames forenses.

Comunicação Social da PF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui