NPa “Gurupi” foi aprovado em inspeção operativa após período de manutenção

O Navio-Patrulha (NPa) “Gurupi”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sudeste (ComGptPatNavSE), foi aprovado em inspeção operativa com o propósito de avaliar as capacidades do meio e seu nível de adestramento, no dia 15 de abril.

O navio encontrava-se fora de operação desde outubro de 2019, quando iniciou extenso período de manutenção, que envolveu sucessivas docagens no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro para reparos estruturais em seu casco, substituição de chapeamento e equipamentos, além de manutenção corretiva nos sistemas elétricos e de propulsão.

Durante a inspeção operativa, o NPa “Gurupi” foi submetido a diversos exercícios que simulam situações reais e de emergência em operação, como homem ao mar, combate a incêndios, alagamentos a bordo e abordagens a navios em patrulha naval. Estes exercícios têm o propósito de atestar a proficiência do meio para operar sob diversas condições e estar apto para o desempenho das tarefas determinadas pelo ComGptPatNavSE.

Com a prontificação e aprovação do NPa “Gurupi”, o ComGptPatNavSE possui todos os seus navios em condições de atender às missões estabelecidas pelo Comando do 1° Distrito Naval e apoiar as demais organizações militares da Marinha.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui